Destaques .

  • Nota da Nova Central sobre a Greve Geral do dia 14 de Junho


    "É de conhecimento de todos o nosso descontentamento com a agenda do governo que retira direitos trabalhistas e sociais, ao mesmo tempo em que busca diversos mecanismos para estrangular financeiramente as instituições de ensino e, particularmente, as entidades sindicais - trincheira natural de resistência à esse desmonte de qualquer resquício de Bem-Estar Social resultante da Constituição de 1988. Existem motivos de sobra para organizarmos uma reação à altura desses ataques que atingem a classe trabalhadora, sua representação sindical e a própria sociedade", José Calixto Ramos



     
  • 317 Reunio Ordinria do CNS: tributos federais ganham destaque nas discusses


    Para o representante da Nova Central no Conselho Nacional de Saúde, Aníbal Machado, reivindicar mais recursos contingenciados pela Desvinculação das Receitas da União (DRU) - 90% destes oriundos das contribuições sociais - é manter coerência quanto à função social da arrecadação. “Talvez não tenhamos outro caminho para assegurar a sobrevivência do SUS diante da a continuidade dessa política criminosa de austeridade fiscal”, alerta.
     
Acontece »

Sobre os regimes previdencirios e a 'reforma' de Bolsonaro



A PEC 6/19, a proposta de reforma do governo Bolsonaro, pretende modificar profundamente o sistema previdenciário brasileiro, adotando o regime de capitalização individual, sem contrapartida do empregador e da sociedade, em substituição ao regime de repartição, tanto no RGPS quanto para os servidores públicos (RPPS), eliminando o caráter solidário e criando as condições para privatizar a Previdência Pública do País.
 

DEBATES & OPINIÕES »

Recesso e desigualdade


O governo do capitão vai completar cinco meses de vida na semana que vem. O grau de insatisfação no interior das próprias forças políticas que atuaram para sua vitória no pleito de outubro passado só faz aumentar a cada dia. 
 

Paulo Guedes e o fundo do poo



O falso profeta admite o fracasso atual, mas o mergulho depressivo começa com Dilma e atende ao recado popular: quanto mais cai, mais afunda.
 

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top