Julho das Pretas: NCST na luta por mais respeito às mulheres negras

Data de publicação: 13 Jul 2022


Em alusão ao Dia da Mulher Negra Latina Americana e Caribenha, comemorado em 25 de julho, o “Julho das Pretas” reforça a luta histórica e diária das mulheres negras por sobrevivência em uma sociedade estruturalmente racista, misógina e machista.

A Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), por meio da sua secretária nacional e estadual de Promoção de Igualdade Racial e Gênero, Cátia Laurindo (Nega Show), reforçou seu apoio à luta no lançamento do “Julho das Pretas”, edição 2002, na última sexta-feira (8) em São Paulo.  

“Vale ressaltar que mais da metade da população brasileira é negra. E as mulheres negras são as mais afetadas pelas mazelas econômicas e sociais. Por isso, a nossa luta constante por respeito, igualdade, emprego e renda”, enfatizou Cátia Nega Show.  
 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

Endereço: SAUS Quadra 04 Bloco A Salas 905 a 908 (Ed. Victória) - CEP:70070-938 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000

Back to Top