Presidente da NCST participa de reunião com vice-presidente da Espanha para debater reforma trabalhista espanhola

Data de publicação: 4 Abr 2022


Em São Paulo, na última sexta-feira (1º), o presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores Trabalho (NCST), professor Oswaldo Augusto de Barros, acompanhado do assessor jurídico Cristiano Meira, participou, presencialmente, de um encontro com a vice-presidente da Espanha e ministra do Trabalho e Economia Social, Yolanda Díaz, que veio ao Brasil para debater a contrarreforma trabalhista acontecida em seu país com as centrais sindicais.


A Vice-Presidente Díaz se mostrou altamente qualificada e preparada e dentre vários pontos importantes da sua fala destacamos:
“Não existe democracia sólida sem a participação dos trabalhadores e dos sindicatos”
“O patrão é contra as entidades sindicais em razão de saber o poder que elas possuem quando bem organizadas”
“É necessário um equilíbrio de forças entre PATRÃO X EMPREGADO”


O encontro organizado pela Fundação Perseu Abramo também contou com a presença do presidente da Fundação, das centrais sindicais e de alguns advogados convidados. Inclusive, o encontro é fruto da conversa anterior com os dirigentes sindicais. Sendo a terceira reunião sobre o processo espanhol de revisão da reforma trabalhista.

O fim da reforma trabalhista, decretado em 30 de dezembro 2021, na Espanha motivou o intercâmbio das forças trabalhistas. Já que o diálogo social tripartite (governo, empresários e sindicatos de trabalhadores) funcionou por lá.

A reforma trabalhista no Brasil, em vigência desde o governo Temer, prometia a criação de milhões de empregos para sua aceitação popular. Porém, conforme consta no artigo assinado pelas Centrais Sindicais publicado em janeiro deste ano, durante os governos de Michel Temer (2016 a 2018) e de Jair Bolsonaro (desde 2019), as taxas de desemprego bateram recordes, atingindo 12,7% em 2017, 12,2% em 2018, 11,9% em 2019, 13,5% em 2020 e 12,6% em 2021.

Na sua fala o Professor Oswaldo destacou a necessidade de um debate sobre o 1º emprego, falou sobre a regulamentação dos trabalhadores em APP’s, falou ainda, que a experiência espanhola é sensacional e que com ajustes pode ser o indicativo do que podemos fazer no Brasil, em especial em razão do nosso pais ter uma realidade diferente pelo seu tamanho continental e pela cultura ser diferente.

Após 5 horas de reunião em sua fala final a Vice-Presidente Yolanda Díaz colocou toda a documentação sobre as alterações legislativas dos últimos meses à disposição de todos, falou da dificuldade que é a regulamentação dos trabalhadores em APP’s, falou da importância do dialogo social, destacou a necessidade de mobilização das entidades sindicais.


 
A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

Endereço: SAUS Quadra 04 Bloco A Salas 905 a 908 (Ed. Victória) - CEP:70070-938 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000

Back to Top