MAIS MULHERES NA POLÍTICA. ELAS PODEM. O PAÍS PRECISA.

Data de publicação: 9 Mar 2022



A Confederação Nacional dos trabalhadores na Indústria – CNTI, Nova Central Sindical de Trabalhadores-NCST, Federação dos Trabalhadores na Indústria do Estado do Rio Grande do Norte e Federação de Mulheres - RN, realizaram no dia 07 de março, no auditório da Federação dos Trabalhadores, o 10º Encontro de Mulheres Trabalhadoras na Indústria do Rio Grande do Norte, com o tema: MAIS MULHERES NA POLÍTICA. ELAS PODEM. O PAÍS PRECISA.


O evento contou com presença da Senadora Zenaide Maia (PROS-RN), que destacou que durante o seu mandato, não faltaram medidas que prejudicaram os trabalhadores e os mais vulneráveis da sociedade, e que nunca colocou a sua digital em projetos que causassem danos à classe trabalhadora. “Desemprego, falta de investimentos em saúde, educação, ciência e tecnologia. Não podemos nos calar diante de um governo que há três anos no poder, não apresentou qualquer projeto capaz de gerar emprego e melhorar a renda e a vida do povo brasileiro”.

O presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadoras, Professor Oswaldo Augusto de Barros, não pôde estar presente, mas enviou uma mensagem em homenagem a todas as mulheres. No vídeo, o Presidente da NCST, fez questão de ressaltar que independentemente do dia 8 de março, que todos os dias são das mulheres, e em especial as participantes do 10º Encontro de Mulheres Trabalhadoras nas Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte. “Vocês mulheres têm um lugar de destaque por todos os caminhos onde passam. Vocês sabem cuidar da família, trabalhar, amar, estarem presentes. E vossa campanha é digna e justa, mais mulheres na política, elas podem e o País precisa. E nós da NCST apoiamos integralmente essa linha de raciocínio e contamos com você mulher que está pretendendo entrar para política. Dialogue com seus pares, forme um grupo forte vamos eleger mais mulheres para administrar esse país”, enfatizou.



No ato também foi feita homenagem póstuma a professora Margarida Barreto que tanto contribuiu com os trabalhadores e trabalhadoras brasileiros no combate ao assédio moral no trabalho com suas publicações, palestras e pesquisas. Margarida deixa um importante legado, que continuará contribuindo significativamente para a luta em defesa dos direitos e saúde mental da classe trabalhadora.


A Secretária Sônia Zerino reafirmou a luta por mais mulheres na política, reiterou que 2022 é um ano em que teremos eleições para presidente da República, governadores, senadores, deputados federais e estaduais. “Temos obrigação de trabalhar nas nossas bases, com a sociedade em geral conscientizando que não podemos permitir que traidores da classe trabalhadora voltem para o Congresso Nacional, não se elejam para governar seus estados em nenhum outro cargo como se nada tivesse acontecido.  Precisamos garantir emprego, creches e educação de qualidade para que possamos construir a vida que desejam e ajudar a tornar o país um lugar melhor para todos, através de investimentos significativos na formação das mulheres e de trabalho digno, onde possamos colocar comida na mesa para nossos filhos”, afirmou.



A Secretária Estadual de Políticas Públicas das Mulheres, Juventude e Igualdade Racial do RN, Júlia Arruda — no 4º mandato como vereadora sendo a primeira mulher a ser reeleita para o cargo na história do Legislativo da capital potiguar e a primeira a assumir, temporariamente, a presidência da Casa — ressaltou a importância da maior representatividade feminina na política e suas filiações nos partidos, do pioneirismo e das sub-representações das mulheres no RN. “Precisamos ocupar também espaços no ambiente político. A representatividade feminina na política se reflete em mais políticas públicas para as mulheres. Então nada mais simbólico do que celebrar os 90 anos da conquista do voto feminino no país incentivando as candidaturas femininas. O Rio Grande do Norte é o único estado que tem uma mulher Governadora”, afirmou a secretária.


Participaram do evento: Sr. Joaquim Bezerra, Presidente da Federação dos Trabalhadores na Indústria do RN, da Nova Central – RN, e do Sindicato dos Trabalhadores em Laticínios; Márcia Oliveira, Presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores Artesã; Ieda Rossetti, Secretária da Mulher da Nova, Diretora do Sindicato dos Trabalhadores Indústrias gráficas-RN; Rosa Melo, Presidente do Sindicato dos Alfaiates e Costureiras Trabalhadores Indústria de Confecções do RN; Michel Silveira, Presidente do SINDMOTO-RN; Albeci Tavares, Presidente do Sindicato dos  Trabalhadores  Mármore e Granito do RN, Paulo Pereira presidente do Sindicato Trabalhadores em Couros e Peles do RN; Maria de Fátima de Souza, Presidente do Sindicato dos Aposentados do RN, Márcia Guedes, Diretora do Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do RN; Sônia Zerino, Secretária para Assuntos do Trabalhos da Mulher, da Juventude e do Idoso da CNTI e  Secretária Nacional da Mulher da NCST e Júlia Arruda, Secretária Estadual de Políticas Públicas das Mulheres, Juventude e Igualdade Racial do RN.

Realização do evento com Imprensa NCST 



 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

Endereço: SAUS Quadra 04 Bloco A Salas 905 a 908 (Ed. Victória) - CEP:70070-938 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000

Back to Top