Deputado federal, presidente do SindMotoristas, visita sede da NCST/SP

Data de publicao: 21 Jan 2022



Na manhã de quinta-feira (20), Valdevan Noventa, deputado federal e presidente do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Urbano de São Paulo (SindMotoristas), esteve na sede da NCST – Nova Central Sindical de Trabalhadores no Estado de São Paulo, e comentou sobre os desafios que o movimento sindical brasileiro enfrentará em 2022 para evitar o total desmonte das instituições que lutam em defesa da classe trabalhadora.

Em sua opinião, a prioridade deve ser aprofundar os debates e apresentar propostas aos presidenciáveis e candidatos ao parlamento sobre necessárias alterações na Lei 13.467/2017, intitulada por seus defensores de Reforma Trabalhista, que, na prática, impôs novas regras trabalhistas e de contratos de trabalho para beneficiar os patrões no processo de negociação coletiva.

O deputado citou como exemplo a ofensiva dos empresários do setor de transportes rodoviários de passageiros e cargas, que criaram inúmeros obstáculos nas Campanhas Salariais realizadas em plena pandemia do novo coronavírus, com vistas a retirar das Convenções e Acordos Coletivos de Trabalho cláusulas sobre benefícios e conquistas históricas dos profissionais do setor.

Disse que com os patrões das empresas de ônibus urbano da capital paulista a batalha foi imensa. E que em meio ao crescente números de infectados e mortos pela Covid – 19, a direção do SindMotoristas não baixou a guarda e moveu ações na Justiça do Trabalho para garantir a saúde e segurança dos (as) trabalhadores (as), que por prestarem serviço essencial à população não tiveram suas atividades suspensas.

Outro feito importante que, segundo Valdevan Noventa, manteve os empregos de milhares de pais e mães de famílias, foi o Termo Aditivo Emergencial de Convecção Coletiva de Trabalho (CCT), assinado com a Secretaria Municipal de Transporte (SMT), São Paulo Transportes (SP-Trans) e SPURBANUSS (sindicato dos patrões), que garantiu salários e benefícios aos funcionários (as) afastados, considerados como grupo de risco.

Lembrou da verdadeira batalha que travou com o Poder Público Municipal contra a redução definitiva de 24% da frota de ônibus, que poderia acarretar demissão em massa. Comentou, inclusive, que na tarde de 17 de março/2021, muitos assistiram atentamente no Programa Brasil Urgente, do apresentador Luiz Datena, sua posição firme, ao desmentir a informação de que a entidade havia colocado dificuldades para o aumento da frota.

Na oportunidade explicou detalhadamente que apenas houve concordância em manter afastados os profissionais do grupo de risco, e deixou claro que jamais colocou empecilhos às novas contratações no sistema. E que, infelizmente, faltou sensibilidade e boa vontade da Prefeitura Municipal de São Paulo e empresas para sanar o problema. Por isso, sugeriu apresentar uma lista com mais de 2 mil profissionais para serem contratados.

Garantiu que desde de então sua posição é a mesma e em todas reuniões, seja com empresários ou com representantes do Poder Público.

Por: Nailton Francisco de Souza (Porreta), diretor executivo do SindiMotoristas e secretário nacional de relações sindicais da NCST.
 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

Endereço: SAUS Quadra 04 Bloco A Salas 905 a 908 (Ed. Victória) - CEP:70070-938 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000

Back to Top