Frente a crise, desemprego cresce no setor de Turismo

Data de publicao: 15 Dez 2021


Embora diante da piora na economia, após um Produto Interno Bruto (PIB) menor do que o esperado, o setor de terceirizados e temporários prefere falar em “otimismo cauteloso”, e não fará projeção menor de vagas para o trimestre de outubro, novembro e dezembro, que envolve as contratações para o Natal e o Ano Novo.

 
Turismo é o maior ativo do Rio, amplamente prejudicado pela pandemia de Covid-19


A pressão inflacionária e o aumento dos juros afetaram o poder de compra da população. Diante do fato, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) decidiu reduzir a projeção de contratações temporárias para o Natal deste ano. A nova estimativa indica abertura de 89,4 mil vagas. Na prática, representa um corte de quase 5 mil postos frente à estimativa anterior para 2021, feita no último mês de setembro.

À época, a CNC havia estimado abertura de 94,2 mil contratações temporárias neste ano. Seria o maior nível em oito anos — ou seja, desde 2013. O novo número, de 89,4 mil, no entanto, é o maior desde 2019 (91,6 mil).

— Em uma situação de normalidade de consumo, o varejo teria condições de gerar mais contratações temporárias do que o previsto agora. Esse é o ponto. Os juros estão mais altos para o consumidor, a inflação está em dois dígitos. Diante dessas condições, a revisão teve de ser feita — afirmou o economista da CNC Fabio Bentes, a jornalistas.


Otimismo


Segundo a CNC, o Natal de 2021 deve movimentar R$ 57,48 bilhões em vendas. Com o desconto da inflação, a projeção sinaliza queda de 2,6% em relação a 2020, o segundo ano consecutivo de recuo. Em setembro, a entidade esperava alta de 3,8%, em termos reais, em 2021.

Embora diante da piora na economia, após um Produto Interno Bruto (PIB) menor do que o esperado, o setor de terceirizados e temporários prefere falar em “otimismo cauteloso”, e não fará projeção menor de vagas para o trimestre de outubro, novembro e dezembro, que envolve as contratações para o Natal.



Fonte: Correio do Brasil
 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

Endereço: SAUS Quadra 04 Bloco A Salas 905 a 908 (Ed. Victória) - CEP:70070-938 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000

Back to Top