Artigo: A busca através da crença em você

Data de publicação: 13 Dez 2021


É fato que o agradecimento a todos, mesmos aos silentes, que oraram pela minha recuperação, fez a diferença. Entretanto, quero apenas dizer que, acima de tudo, o amadurecimento de meus atos foi lapidado artisticamente.

 
Professor Oswaldo Augusto de Barros é presidente da CST - Central Sindical dos Trabalhadores, da CNTEEC e coordenador do FST


por Oswaldo Augusto de Barros


Bastaram 30 dias de isolamento físico – quer seja presencial ou por meios que hoje a tecnologia nos apresenta – para notar no nosso íntimo que nada mudou.

Não é a tecnologia que nos afasta das pessoas, com formas e meios de comunicação cada vez mais simples de dominar. Esse domínio talvez esteja no isolamento que o próprio ser humano busca para satisfazer seu orgulho ou ego.

Confesso que procurei não viver esses extremos, mas o que amealhei nesses dias de clausura foram ensinamentos profundos de desapego, de compaixão, amor ao próximo e principalmente o acolhimento.

Não sou afeito a filosofar ou, a partir dessa fase, achar que a dor que passei, pelos momentos clínicos que vivi e ainda terei que viver, o ser humano passou a me compreender melhor. Não foi isso que busquei, muito menos teria a coragem de tornar-me vítima de uma situação, para ser melhor compreendido.

É fato que o agradecimento a todos, mesmos aos silentes, que oraram pela minha recuperação, fez a diferença. Entretanto, quero apenas dizer que, acima de tudo, o amadurecimento de meus atos foi lapidado artisticamente.

Meus familiares, alguns que não encontrava há anos, se reaproximaram. Amigos criaram correntes de orações, banhos de energia e tantos simbolismos, que forças chegaram de todos os lados.

Grato a todos que evitaram me ligar. Aprendi que: “ouvir sem estar ao lado, aumenta a dor”.

É fato que minha vida virou de cabeça para baixo. Meus funcionários, alguns inclusive sem receber seus salários, nunca deixaram de me acompanhar com carinho, visitas, bilhetes e muita oração. Meu agradecimento a todos. Não sei como, mas, tão logo tenha condições de retomar, tudo será sanado.

Sem falar dos médicos, enfermeiras, trabalhadores da saúde em geral que me acolheram, tanto da Fundação Antônio e Helena Zerrenner ou da Fundação Alemã Oswaldo Cruz, dando-me o consolo necessário à vida e a alma.

Quero que saibam, inclusive os mais insensíveis, que retorno mais disposto e forte. Tudo que vivi me deu novo ânimo de vida. Em breve estarei pronto para retornar às atividades normais. Peço a Deus que  abençoe a todos.



Fonte: Agência Sindical

 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

Endereço: SAUS Quadra 04 Bloco A Salas 905 a 908 (Ed. Victória) - CEP:70070-938 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000

Back to Top