Nova Central, CNTI, CSPB e Contratuh intensificam ações contra a PEC 32/20

Data de publicação: 6 Out 2021



Confederações nacionais do setor público e do setor privado se engajam na agenda em defesa dos serviços públicos brasileiros.
 
 
NCST mantém vigília no Anexo II da Câmara dos Deputados na missão de reverter votos contra a PEC 32


Nesta terça-feira (05/10), a Nova Central Sindical de Trabalhadores – NCST em conjunto com Confederações nacionais do setor público e do setor privado que integram a malha orgânica da entidade, intensificaram ações nos aeroportos e no Congresso Nacional com o objetivo de derrubar a PEC 32/2020, que destrói os serviços públicos brasileiros e que está aguardando votação no Plenário na Câmara dos Deputados (saiba mais). As entidades somaram forças a outras tantas que compreendem os incalculáveis retrocessos econômicos e sociais resultantes de uma eventual aprovação do projeto. 

 
NCST e Sindfazenda na pressão junto aos parlamentares no Aeroporto de Brasília-DF

 
Após sucessivos adiamentos e revisões no texto da Proposta de Emenda à Constituição, os termos da chamada “reforma administrativa” permanecem inaceitáveis, possibilitando a privatização e terceirização de serviços essenciais; a contratação “temporária” por até 10 anos sem concurso público e por critérios meramente políticos para o ingresso nas carreiras públicas, possibilitando a abertura de um balcão de negócios e o estabelecimento das “rachadinhas” (crimes de peculato) que ganharam o noticiário nacional a partir dos fatos revelados na história recente.

 
Em Curitiba-PR, NCST soma forças com representações sindicais do setor público contra a PEC 32


“Não podemos permitir que, diante de um cenário de absoluto desamparo de parcela crescente de cidadãos brasileiros, o governo venha retirar sua responsabilidade de ofertar serviços indispensáveis como educação, saúde, pesquisa científica entre outros. Serviços, estes, fundamentais para a retomada do crescimento econômico e desenvolvimento nacional, sem os quais nenhum país logrou sucesso econômico e social. A Nova Central, Confederações e entidades filiadas compreendem as ameaças em curso e seguem firmes em defesa da sociedade e da própria soberania nacional”, enfatizou o presidente da NCST, José Reginaldo Inácio.
 
 
 

Imprensa NCST com Secom/CSPB

 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top