SP: Comitê da Covid-19 de Limeira encaminha ofício para prefeito e vereadores sobre flexibilização na cidade

Data de publicação: 26 Maio 2021

Prefeitura de Limeira-SP


O Comitê da Covid-19 de Limeira, criado no início deste ano, e que reúne os sindicatos que compõem a USTL – União Sindical dos Trabalhadores de Limeira, inclusive a CNTA – Confederação Nacional dos Trabalhadores da Alimentação, a Fecomerciários – Federação dos Comerciários do Estado de SP, a FETAM – Federação dos Trabalhadores da Administração dos Serviços Públicos Municipais do Estado de São Paulo, o Sindsel – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Limeira, o Sindicato dos Bancários de Limeira, a APEOESP Limeira e o Sindeguarda – Sindicato dos Guardas Civis Municipais de Limeira e Região encaminhou hoje (24) ofícios para a Prefeitura Municipal de Limeira e para a Câmara de Vereadores da cidade sobre a decisão do governo municipal de ampliar a flexibilização da quarentena na cidade, aumentando de 30% para 40% a taxa de ocupação em estabelecimentos comerciais e atividades culturais e esportivas. “Um visível contrassenso diante do quadro que estamos vivendo”, afirma o presidente da USTL e vice-presidente da NCST, Artur Bueno Júnior.
 
No ofício, o Comitê considera que a taxa de 100% de ocupação dos leitos da URC – Unidade de Referência Coronavírus e de cerca de 90% em hospitais na cidade é preocupante, bem como os números de mortos pela Covid 19 nos últimos dias. Em nota, na sexta-feira (21), a prefeitura cogita enviar suspeitos e doentes da cidade, diante do quadro, para hospitais da região, supondo que estes outros hospitais não estejam com o mesmo problema de lotação que os de Limeira. O Comitê também aponta a grande quantidade de pessoas nas ruas e no transporte coletivo, especialmente por causa da volta às aulas, sendo que a ampliação agora colocada vai aumentar ainda mais este contingente. E cita a cepa indiana da doença, que parece avançar no país.
 
“Não adianta o governo municipal dizer que acompanha as decisões do governo do estado nesta questão, já que a decisão de flexibilizar ou não, decretar lockdown ou não, se posicionar mais firme ou não é exclusivamente dos municípios – então o prefeito poderia, sim, tomar medidas mais drásticas neste momento”, diz Junior.
 
 O questionamento se estende para os vereadores, que devem fiscalizar os atos do Executivo. “É hora dos vereadores mostrarem a indignação da população e exigir que a prefeitura tome o caminho oposto ao apresentado no sábado, no jornal oficial do município”, afirma. “Não há vagas nos hospitais, mais gente vai se contaminar e morrer se medidas duras não forem tomadas!”.
 
 O Comitê da Covid 19 e as entidades que o compõem exigem um posicionamento oficial do governo municipal e dos vereadores e solicitam reunião com o executivo para tratar do assunto.
 
 
 
Fonte: Sindicato dos Trabalhadores da Alimentação de Limeira e Região – Stial, entidade filiada à NCST
 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top