#600ContraFome: ‘Vacina no braço e comida no prato’

Data de publicação: 26 Maio 2021



Centrais Sindicais e Movimentos Sociais unem-se em defesa da vida. Agenda Legislativa comum, com propostas para a retomada do desenvolvimento econômico com geração de empregos que foi entregue aos presidentes das Casas Legislativas no Congresso Nacional.


 
#600ContraFome - Foto: Kleber Freire NCST


Nesta quarta-feira (26/05) as maiores Centrais Sindicais do país e Movimentos Sociais realizaram o ato nacional #600ContraFome. O evento, propositalmente organizado para evitar aglomerações e impedir riscos de contágio durante o calendário de atividades, representa um novo modelo de manifestação pública coerente com a preservação de vidas durante o delicado período de expansão da pandemia de Covid-19 que o país atravessa, em contraste absoluto às “manifestações inconsequentes” de apoiadores do governo, recorrentemente infratoras dos protocolos de segurança que mitigariam a expansão da pandemia. Dirigentes da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade - Contratuh e da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria - CNTI, participaram do ato ao lado do presidente da Nova Central Sinidcal de Trabalhadores - NCST, José Reginaldo Inácio. 



Assista a íntegra do ato:





Clique  AQUI  e veja as imagens da participação da NCST no #600ContraFome


A Nova Central, na oportunidade, lembrou a importância de respeitar os protocolos de proteção como medida indispensável para encurtar a curva de contaminados no país enquanto não há um plano nacional efetivo de imunização coletiva contra a Covid-19. Na ocasião do ato, foi realizado 1 minuto de silêncio em homenagem a José Calixto Ramos, líder sindical histórico, patrono da NCST. Os representantes da Nova Central se manifestaram a favor de que deputados e senadores acatem as sugestões apresentadas na Agenda Legislativa das Centrais, que contaram com apoio técnico especializado quanto à viabilidade e aplicabilidade de políticas públicas com potencial de resgatar o desenvolvimento econômico e social do país.

 
Presidente da NCST/DF, José Marcus Monteiro, representou a NCST no ato - Foto: Kleber Freire NCST


As principais bandeiras são a continuidade do auxílio emergencial de R$ 600,00 com objetivo de aplacar a fome a que estão submetidos milhões de brasileiros e brasileira; mais celeridade e compromisso com um plano de vacinação ágil e amplo; bem como a adoção de um novo modelo de desenvolvimento econômico com capacidade de retomar o crescimento com geração de empregos, contemplado em uma Agenda Legislativa comum (baixe aqui) entre as maiores representações sindicais do país, entre elas a Nova Central Sindical de Trabalhadores -  NCST. O documento, fruto da atuação de dirigentes e assessores das Centrais Sindicais, articulados no espaço do Fórum das Centrais Sindicais, foi concluído e entregue aos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, com apoio da assessoria técnica do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) e do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

 
Faixa da Nova Central - Foto: Kleber Freire NCST


O ato nacional também contou com uma relevante ação social: a doação de mais de 600 cestas com, ao mínimo, 16 itens colhidos na véspera (terça-feira, 25) do ato e transportados em quatro caminhões até a frente do Congresso Nacional, na Esplanada dos Ministérios, onde foram expostos simbolicamente no gramado, em forma de mosaico. As cestas, montadas por cooperativas de agricultores familiares do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (CONTAG) foram doadas a 600 catadores de material reciclável da CENTCOOP, cooperativa na periferia do Distrito Federal formada por uma categoria de trabalhadores gravemente atingida pela falta de emprego e redução do auxílio emergencial.


Clique AQUI e veja o cronograma de atividades realizadas no ato

 
Alimentos para doação - Foto: Kleber Freire NCST


Senadores e deputados participaram do ato, dando apoio político às reivindicações do movimento e fortalecendo o capital político da Agenda Legislativa das Centrais, entregue para apreciação das Casas Legislativas do Congresso Nacional. A orientação dos políticos apoiadores é pela intensificação da pressão junto aos representantes do parlamento brasileiro para que apoiem as orientações da Agenda Legislativa das Centrais, com propostas efetivas para a retomada do desenvolvimento nacional.

 
Imagem aérea da manifestação - Foto: Jean Maciel CUT/DF




Imprensa NCST
 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top