Com país perto dos 7 milhões de casos de covid, resistência à vacina preocupa

Data de publicação: 14 Dez 2020



Plano de vacinação é divulgado, mas atingiria apenas 51 milhões de pessoas no primeiro semestre de 2021


 
O ministério comandado por Eduardo Pazuello entregou um plano nacional ao STF


O número de casos de coronavírus se aproxima dos 7 milhões. Segundo balanço divulgado neste sábado (12) pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o total, oficialmente, chegou a 6.880.127. São 181.123 mortes confirmadas, 686 no último período.

Também hoje, uma pesquisa do instituto Datafolha mostrou crescimento do número de pessoas resistentes à vacinação. Segundo o levantamento, 22% dos entrevistados disseram que não pretendem se vacinar. Em agosto, eram 9%. Ao mesmo tempo, o total dos disseram sim à vacina caiu de 89% para 73%. Outros 5% responderam que não sabem.

Entre os que afirmam sempre confirmar em Jair Bolsonaro, o grupo dos que não pretendem se vacinar sobe para 33%. Entre os que não confiam nunca no presidente, cai pela metade (16%). Segundo o Datafolha, a pesquisa foi feita por meio de celular com 2.016 pessoas, de terça a quinta-feira (8 a 10). A margem de erro é de dois pontos percentuais.


Plano insuficiente


O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF) , divulgou ofício enviado pelo Ministério da Saúde com um plano nacional de vacinação. O documento não fixa data de início para implementação da medida. E fala em 108,3 milhões de doses, com estimativa de apenas 51 milhões de pessoas imunizadas no primeiro semestre do ano que vem.

Seriam quatro fases de vacinação, com grupos prioritários. O primeiro inclui trabalhadores na saúde, pessoas de 75 a 79 anos e a partir de 80 e indígenas, entre outros.

Dos quase 6,9 milhões de casos confirmados, 1,3 milhão se concentram em São Paulo (43.791 mortes), 388 mil no Rio de Janeiro (23.718 óbitos) e 464 mil em Minas Gerais (10.645).




Fonte: Rede Brasil Atual - RBA
 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top