Brasil a um dia de 180 mil mortos por covid-19

Data de publicao: 11 Dez 2020



Número de infectados se compara a julho. E segue em alta. Seis estados estão à beira do colapso, ou já com falta de leitos nos hospitais para receber pacientes com covid-19, tanto da rede pública como da privada


 
Cenário atual é de crescimento de casos e mortes por covid-19. A curva epidemiológica média de mortes está no maior patamar desde o dia 3 de outubro



por Gabriel Valery



O Brasil registrou 770 mortos por covid-19 nas últimas 24 horas. Com o acréscimo, o país está a um dia das 180 mil mortes oficiais pela doença, de acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). São 179.765 mortos. O último período também foi marcado como um dos com maior número de infectados. Foram 53.374 contaminados, totalizando 6.781.799 desde o início da pandemia, em março.

O cenário atual é de crescimento de casos e mortes por covid-19. A curva epidemiológica média de mortes está no maior patamar desde o dia 3 de outubro. Em relação aos casos, o momento só se compara com os piores dias da pandemia, entre julho e agosto. Isso, sem contar com a ampla subnotificação, já que a cada mês o Brasil testa menos para a covid-19, de acordo com dados da Pnad Covid, do IBGE.

 
Curvas médias de casos e mortes revelam forte crescimento diário. Fonte: Conass


Fora de controle


O Brasil vê a pandemia cada vez mais fora de controle. De acordo com levantamento do Imperial College de Londres, a taxa de transmissão da covid-19 no Brasil está em crescimento. Os dados divulgados nesta semana mostram forte ascensão. Na última semana, a taxa estava em 1,02, o que significa que 100 pessoas contaminavam 102. Agora, o número subiu expressivamente para 1,14; ou seja, 100 pessoas contaminam 114.

O sistema de saúde reflete o descontrole. São seis estados à beira do colapso, ou já com falta de leitos nos hospitais, tanto da rede pública como da privada. O Rio de Janeiro já vive duas semanas de virtual esgotamento de leitos, com taxa de ocupação na casa dos 90%. Santa Catarina vive seu pior momento desde o início do surto, com 88% dos leitos ocupados. Cenário similar no Paraná, com 87% de ocupação, Pernambuco, 87%, Mato Grosso do Sul, 82%, Rio Grande do Sul, 82% e Espírito Santo, 83,6%.


Covid-19 no mundo


Embora o processo de vacinação já tenha sido iniciado em países europeus, em lugar nenhum a pandemia está perto de ser controlada. Destaque negativo para o quadro constatado nos Estados Unidos, que já ultrapassaram a marca dos 290 mil mortes por covid-19. Ontem (9) foram mais 3.100 vítimas, recorde desde o início do surto no país, de acordo com a universidade Johns Hopkins.

Foi o segundo dia em que os Estados Unidos superaram a casa dos 3 mil óbitos (o primeiro foi em 3 de dezembro). Novamente morreram mais norte-americanos em um dia do que no atentado de 11 de setembro de 2001. A letalidade da pandemia está com média diária de mortes acima de 2.600. Diante disso, a Califórnia, por exemplo, adotou medidas rígidas de lockdown desde a segunda-feira (7) em suas maiores cidades, como Los Angeles, São Francisco e a capital, Sacramento.

Na Europa, enquanto o Reino Unido avança com o processo de vacinação, e mantém parte da população ainda em isolamento, outros países se preparam para vacinar, sob pressão do crescimento de ocorrências pela pandemia. É o caso da Alemanha, que deve começar a imunização ainda neste ano. Entretanto, o alto número de mortes da segunda onda, acima de 500 por dia, levou a chanceler, Angela Merkel, a pedir medidas de lockdown nos 15 primeiros dias de 2021. “Lamento muito, mas se menos restrições significam pagar um preço diário de 590 mortes, do meu ponto de vista, é inaceitável”, disse a chanceler ao Parlamento. “Temos de fazer tudo para evitar uma progressão exponencial de casos”, completou.




Fonte: Rede Brasil Atual - RBA
 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top