TST entende que greve dos Correios não é abusiva e aprova 2,6% de reajuste

Data de publicação: 22 Set 2020



Trabalhadores devem retomar atividades a partir da terça-feira 21, sob risco de multa diária de 100 mil reais


 
Correios (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)



O Tribunal Superior do Trabalho (TST) aprovou nesta segunda-feira 21 um reajuste de 2,6% para os funcionários dos Correios. O tribunal ainda entendeu que a greve, iniciada no dia 17 de agosto, não é abusiva.

Com isso, metade dos dias de greve será descontada do salário dos empregados. A outra metade deverá ser compensada.

A maioria dos ministros votou com a relatora do processo no TST, a ministra Kátia Arruda, contra o entendimento de que a paralisação seria abusiva, o que levaria ao desconto integral das horas não trabalhadas.

“É a primeira vez que julgamos uma matéria em que uma empresa retira praticamente todos os direitos dos empregados”, afirmou a magistrada, que entendeu que a greve foi a única solução encontrada pelos trabalhadores.

Os funcionários devem retomar as atividades a partir desta terça-feira 22. Caso o retorno não aconteça, a categoria fica sujeita a multa diária de 100 mil reais.




Fonte: CartaCapital


 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top