Centrais Sindicais lançam campanha para manter auxílio emergencial de 600 reais

Data de publicação: 18 Set 2020



Bolsonaro prorrogou por mais três meses o pagamento do auxílio, mas cortou o valor pela metade


 
Centrais Sindicais lançam campanha para manter auxílio emergencial de R$ 600

Conteúdo atualizado em 22/09 às 14h22



por Alexandre Putti



Centrais sindicais lançaram, nesta quinta-feira 17, a campanha “600 Pelo Brasil”, que pede para que o presidente da Câmara dos Deputados,  Rodrigo Maia (DEM), mantenha o auxílio emergencial no valor de 600 reais até dezembro.

O governo federal prorrogou por mais três meses o pagamento do auxílio, mas cortou o valor pela metade.  A medida provisória foi enviada para o Congresso, mas já começou a valer a partir do momento de sua publicação.

Caso Maia não coloque a medida em pauta, o governo poderá manter os 300 reais até o final do ano. A ideia da campanha é reunir assinaturas e enviar para Brasília.

“Diminuir o valor restringe a capacidade de milhões de famílias brasileiras enfrentar as consequências da crise sanitária causada pela pandemia do coronovírus, especialmente para pagar alimentação, moradia, transporte, bens de consumo básicos, além de todas as outras necessidades”, diz o documento.

Em evento de lançamento, feito de forma virtual, os presidentes dos 11 sindicatos participantes subiram o tom e disseram que vão para as ruas lutar pelo auxílio.

“A hora que os preços começam a subir, o governo decide cortar o valor pago aos trabalhadores. Isso é um crime”, afirmou Miguel Torres, um dos idealizadores da campanha.

Assinam conjuntamente o documento representantes da CUT, Força, UGT, CTB, CSB, NCST, CGTB, Intersindical, CSPConlutas, Intersindical e Pública.


Colabore com a campanha nacional!


No início deste mês, o governo publicou a Medida Provisória (MP) 1000/20, que reduz o valor do auxílio emergencial pela metade. Isso é inaceitável!

Num país em que a cesta está custando cada vez mais caro, diminuir o auxílio para R$300 é deixar as famílias mais pobres ainda mais desprotegidas.

Pressione agora os parlamentares de seu estado e o presidente da Câmara para retomar a renda emergencial no valor de #600AteDezembro: https://www.600atedezembro.org.br/


Clique AQUI e baixe as PEÇAS DE CAMPANHA #600PeloBrasil para distribuir nas redes


Clique AQUI e colabore com o ABAIXO ASSINADO pela manutenção do auxílio emergencial de R$ 600 até dezembro



Clique AQUI e acesse a NOTA DAS CENTRAIS pela manutenção do auxílio emergencial de R$ 600 até dezembro 




Fonte: CartaCapital com adptações da Imprensa NCST


 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top