Governo Bolsonaro é penúltimo em ranking de transparência

Data de publicação: 31 Jul 2020



Levantamento da Transparência Internacional aponta falta de detalhamento das contratações emergenciais durante a pandemia


 
(Fotos: Andréa Rêgo Barros/PCR)



Novo levantamento da organização Transparência Internacional Brasil, divulgado nesta sexta-feira 31, mostra que o governo federal falha em fornecer dados completos sobre a epidemia de coronavírus, especialmente no que diz respeito às contratações emergenciais no combate à covid-19.

Para fazer a análise, o órgão verificou os sites, redes sociais e portais de transparência dos governos estaduais e do Distrito Federal, além de todas as 27 capitais.

O relatório é o terceiro do gênero publicado  – os outros dois foram publicados nos dias 29 de junho e 21 de maio -, e coloca a gestão de Jair Bolsonaro e do Ministério da Saúde no penúltimo lugar de transparência, à frente apenas de Roraima.

Em primeiro lugar, está o governo do estado do Ceará. Entre os municípios, Vitória, no Espírito Santo, é a melhor ranqueada. São Paulo, o estado com o maios casos confirmados e mortes provocadas pela covid-19, ocupa a 12ª colocação, com uma pontuação considerada “ótima” nos parâmetros estabelecidos pela organização.

São avaliados desde o formato aberto das informações – ou seja, a disponibilidade de fazer o download dos dados sobre casos, óbitos, testagens, contratos de leitos, profissionais, medicamentos e outros insumos – até a disponibilidade para a população de uma forma mais didática.

A análise feita pela organização diz que o governo federal peca em não disponibilizar dados precisos sobre compras, informações que estariam espalhadas em vários portais ligados a diferentes ministérios e autarquias.

“Outros sites trazem apenas números agregados que, embora possam ser úteis para fins estatísticos e de pesquisa, não facilitam o acompanhamento de contratações individuais pelas organizações da sociedade civil, jornalistas e órgãos de controle. São exemplos disso o Painel de Compras COVID-19 do Portal de Compras do governo federal e o Painel Contratações Relacionadas à COVID-19 da Controladoria-Geral da União (CGU)”, diz o texto.




Fonte: CartaCapital

 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top