Atila Iamarino compartilha denúncia de fraude em contagem de 'sobreviventes' do coronavírus no Brasil

Data de publicação: 3 Jun 2020



Governo Bolsonaro não segue métrica da ONU e infla dados de curados da Covid-19, que são explorados em propagandas do governo. "Brasil também lidera o ranking da vida, com menos mortes acidentes com alces, ataques de leões, avalanches, vulcões ativos e atropelamentos por carros autônomos”, ironizou o biólogo.




O biólogo Atila Iamarino (Divulgação/TV Cultura)



por Plinio Teodoro



Contrário à flexibilização da quarentena – que ele denomina como “plano de sacrifício -, Atila Iamarino, doutor em ciências pela Universidade de São Paulo (USP), compartilhou nas redes sociais a fraude cometida pelo governo Jair Bolsonaro na contagem de recuperados pelo coronavírus no Brasil, número amplamente divulgado pelo Ministério da Saúde.

Após criticar uma publicação do portal R7, da Rede Record de Edir Macedo, que comemora o número de recuperados da Covid-19, Atila compartilhou um tuíte em que Marcelo Oliveira, que faz parte do Grupo Interdisciplinar de Divulgação e Informações Científicas sobre a Covid-19, pontua a diferença entre a contagem de curados da doença usada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde.

“Comparando laranjas e maçãs também, veja a definição de recuperado:

OMS – 2 resultados RT-PCR negativos em 2 dias seguidos

Brasil – Quem entrou no SIVEP-Gripe e não morreu depois de 14 dias.

Isso é explicado na área “Sobre” no painel do MS”, tuitou Oliveira, revelando que a OMS considera recuperado da Covid-19 quem realizou dois testes negativos seguidos da doença. Já o governo Bolsonaro considera recuperado todo aquele que deu entrada no Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-Gripe) e não morreu após o prazo de desenvolvimento da doença.

“Ficou doente e não morreu fala muito sobre o grau de cuidado. ‘Brasil lidera ranking de sobreviventes na fila'”, completou Atila ao compartilhar o tuíte.





Minutos antes, o biólogo levantou suspeitas e ironizou a reportagem da Record, que tem como manchete: “Brasil é 2º com maior número de curados da Covi-19 no mundo”.

“É como se orgulhar de ter o maior número de baleados sobreviventes”, tuitou Atila. “Brasil também lidera o ranking da vida, com menos mortes acidentes com alces, ataques de leões, avalanches, vulcões ativos e atropelamentos por carros autônomos”, ironizou.






* Plínio Teodoro é jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.




Fonte: Revista Fórum



 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top