Nota das Centrais: Defender a democracia, deter o golpismo do governo Bolsonaro

Data de publicao: 25 Maio 2020



As centrais sindicais vêm a público manifestar sua indignação contra mais um atentado contra a democracia e os direitos do povo brasileiro.






Nesta sexta-feira (22/5) o país assistiu a mais um atentado contra a democracia, desta vez vindo do General Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional, que declara que a entrega do celular do Presidente da República para ser periciado pela polícia poderia “ter consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional”.

O que causou a ira golpista do general foi uma decisão do Ministro Celso de Mello do Supremo Tribunal Federal que notificou o Procurador Geral da União sobre o fato do Presidente Jair Bolsonaro entregar seu celular para ser periciado pela polícia no curso de uma investigação aberta no STF.

Ao invés de cumprir a Lei e respeitar a decisão do Ministro do Supremo, o Ministro Heleno faz um chamado ao descumprimento da ordem judicial, o que configura crime previsto na legislação penal.

A nota distribuída pelo general é um chamado ao descumprimento de uma ordem judicial pela mais alta autoridade do país, o Presidente da República. O manifesto do Ministro é um apelo à quebra da ordem constitucional, um golpe contra a democracia.

Na democracia nenhum cidadão está acima da lei, nem mesmo o Presidente da República.

Os trabalhadores brasileiros condenam a posição arbitrária do general Heleno e conclamam todas as forças democráticas do país a cerrarem fileiras em defesa da democracia e da Constituição, isolando e impedindo a continuidade da escalada golpista.


#ForaBolsonaro


São Paulo, 22 de maio de 2020


Sérgio Nobre – Presidente da CUT – Central Única dos Trabalhadores

Miguel Torres – Presidente da Força Sindical

Ricardo Patah- Presidente da UGT – União Geral dos Trabalhadores

Adilson Araújo – Presidente da CTB – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil

José Calixto Ramos – Presidente da NCST – Nova Central Sindical de Trabalhadores

Antonio Neto – Presidente da CSB – Central dos Sindicatos Brasileiros

Edson Carneiro Índio – secretário-geral da Intersindical (Central da Classe Trabalhadora)

Ubiraci Dantas de Oliveira – Presidente da CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil)

Mané Melato – Intersindical instrumento de Luta

José Gozze – Presidente da PÚBLICA, Central do Servidor




Fonte: Centrais Sindicais

 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top