Pela primeira vez, Brasil passa de mil mortos pelo novo coronavírus em um dia

Data de publicação: 20 Maio 2020



Em 24 horas, foram 1.179 óbitos. País registra 271.620 doentes desde o início do surto da covid-19 e ocupa o terceiro lugar entre os com mais casos no mundo, mesmo com a subnotificação.




Com curva epidemiológica do novo coronavírus em crescimento, recomendação é o isolamento social



por Gabriel Valery



O Brasil registrou ontem (19) um novo pico negativo da pandemia do novo coronavírus: foram registradas 1.179 mortes, somando 17.971 vítimas desde o início do surto no país. Já o número de casos também teve forte acréscimo, com 17.408 doentes em 24 horas. O total de contaminados é de 271.620 – o Brasil já é o terceiro país com mais casos no mundo. Desse total, 106.794 foram curados. A letalidade do vírus está em 6,6%.

A região mais afetada do país é a Sudeste. Nos quatro estados que a compõem, já se registram 101.583 doentes e 8.138 mortos. Na sequência, vêm Nordeste (86.130 casos e 4.989 mortos), Norte (47.319 e 3.125 vítimas), Sul (11.270 e 356, respectivamente) e Centro-Oeste (7.918 e 184 mortos).

O epicentro da doença no Brasil segue em São Paulo. Apenas no estado, o número de mortes já é superior ao registrado em toda a China, primeiro epicentro do novo coronavírus. Já são 5.147 paulistas mortos e 65.995 casos confirmados. Para garantir maior isolamento social, a prefeitura da capital e o governo estadual anunciaram a antecipação de três feriados, que deverão ser gozados de amanhã (20) até terça-feira (26). A sexta (22) será considerada ponto facultativo.

O segundo estado mais afetado é o Rio de Janeiro, com 27.805 doentes confirmados e 3.079 mortos. A cidade de Niterói, vizinha da capital, já encontra-se em lockdown, uma quarentena mais rigorosa. O governo do estado também recomenda o isolamento social, em oposição ao presidente, Jair Bolsonaro, que ridiculariza a doença e defende o fim do combate ao vírus. O governador, Wilson Witzel (PSC), disse que vai “tentar dialogar” mais uma vez com o presidente sobre o caso.



Curva epidemiológica do novo coronavírus segue em ascensão no Brasil




Fonte: Rede Brasil Atual - RBA

 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top