Nova Central assina nota do IDEC sobre a responsabilidade pelas mortes evitáveis por COVID-19

Data de publicação: 19 Maio 2020




Todos os governantes são eleitos para cumprir as responsabilidades consignadas pela Constituição Federal e por constituições estaduais. Empossados, juram guardar e proteger vidas de seu povo sob as regras legais. 

Princípio basilar deste país, as ações e omissões de todos seus agentes públicos geram responsabilidades de ordem civil, criminal, administrativa e política. É o que descreve a Constituição Federal em diversos de seus artigos, desde o que estabelece um Estado Democrático de Direito (art. 1º) até previsões específicas, como as contidas nos seus artigos 19, III e 37, § 6º.

O não atendimento, pelo Brasil, às diretrizes científicas de instituições nacionais e da Organização Mundial da Saúde para enfrentamento da pandemia gera responsabilidades. Decisões administrativas, assim como a ausência delas, devem ser motivadas e justificadas. Logo, contrariar consensos científicos em detrimento da vida de milhares de pessoas não pode ficar à margem da ordem jurídica.


Por essa razão:


ALERTAMOS que não estão sendo adotadas medidas de isolamento social adequadas, cientificamente comprovadas como política mais eficaz para salvar vidas nos locais onde há aceleração da disseminação de casos e de óbitos, bem como o esgotamento da capacidade do sistema de saúde.  

DESTACAMOS a omissão deliberada do Governo Federal, que ignora as fartas evidências científicas para controle da pandemia. A ocorrência de casos e mortes no país, em diferentes regiões e intervalos temporais, exige coordenação nacional e requer execução descentralizada, pilares do Sistema Único de Saúde. 

ACUSAMOS que está em curso um verdadeiro genocídio dos mais pobres, à medida que a epidemia avança nas periferias e favelas, nos asilos de idosos, nas aldeias,  nas comunidades tradicionais e nos presídios. Medidas excepcionais e urgentes de proteção social, como alimentação, alojamento e serviços essenciais para as populações mais vulneráveis não foram efetivadas e as de auxílio financeiro estão sendo mitigadas.

DENUNCIAMOS que a insuficiência de leitos, de respiradores e testes, a falta de médicos e de enfermeiros, a exposição de profissionais de saúde a riscos e às condições inadequadas de trabalho, são mais letais do que o novo coronavírus, para o qual não há tratamento ou vacina.

REJEITAMOS atos legislativos que busquem a isenção da responsabilidade de agentes públicos, manifestamente inconstitucionais e cujo controle será buscado perante a Justiça. 

Entidades científicas e de defesa de direitos estão reunindo evidências e provas para a demonstração das consequências dessas irresponsabilidades, visando subsidiar iniciativas aptas a exigir a apuração de atos de improbidade e a reparação do dano coletivo. Todos têm direito de nascer, viver e morrer com dignidade. Vidas perdidas têm responsabilidades atribuíveis.    



As Instituições que assinaram a nota até 18/05, às 18:30 são:


IDEC - Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor

Oxfam Brasil

SBPC – Sociedade Brasileira pelo Progresso da Ciência

Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social

Anistia Internacional Brasil

INESC - Instituto de Estudos Socioeconômicos

ABI – Associação Brasileira de Imprensa

Centro Santo Dias de Direitos Humanos da Arquidiocese de São Paulo

Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo

CIMI – Conselho Indigenista Missionário

SINMED/RJ - Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro

SIMESP - Sindicato dos Médicos de São Paulo

Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil

ABRASCO

ABRASTT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE SAÚDE DO TRABALHADOR E DA TRABALHADORA

FRENTE FAVELA BRASIL

Associação Civil Projeto Hospitais Saudáveis

Abong - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

FAOR - Fórum da Amazônia Oriental

IBASE - Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas

Observatório de Favelas do Rio de Janeiro

Criola

MNDH Brasil - Movimento Nacional de Direitos Humanos

Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil

Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Quilombolas- CONAQ

KOINONIA Presença Ecumênica e Serviço

Instituto Palmares de Promoção da Igualdade

CNLB - Conselho Nacional do Laicato do Brasil

RBdC - Rede Brasileira de Conselhos

Instituto Nossa Ilhéus

Instituto Physis - Cultura & Ambiente

CEDAC - Centro de Ação Comunitária

RCA - Rede de Cooperação Amazônica

Soluções Urbanas - Urbanismo, Cultura e Cidadania

Associação de Arquitetos de Interiores do Brasil/RS

Fórum Memória Verdade e Justiça

UGT - União Geral dos Trabalhadores

CUT - Central Única dos Trabalhadores

Instituto Wladimir Herzog

ALAGBARA:Articulação de Mulheres Negras e Quilombolas no Tocantins

Obinrin:Instituto da Mulher Negra/ MatoGrosso e Tocantins

CEBI - Centro de Estudos Bíblicos

APREC Ecossistemas Costeiros

Força Sindical

Afipea.Sindical - Associação dos Funcionários do IPEA

Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas do Estado de São Paulo

Urbanistas Contra o Corona

Observatório de Favelas do Rio de Janeiro

CGTB - Central Geral dos Trabalhadores do Brasil

CTB - Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil

ACES - Associação Cultura Esportiva Social Amigos

Instituto Internacional de Educação do Brasil

CSB – CENTRAL DOS SINDICATOS BRASILEIROS

Redes da Maré

Centro de Estudos Ameríndios USP - CEstA-USP

Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP)

Associação Internacional Mayle Sara Kali

Associação de Proteção a Ecossistemas Costeiros

Climainfo

Sindicato dos Médicos de Campina Grande e Região

IEMA - Instituo Energia e Meio Ambiente

Associação Cultural de Estudos contemporâneos

Projeto Saude e Alegria - PSA

Sociedade Brasileira de Bioetica

Movimento Nossa BH

ABRES - Assoc. Bras. de Economia da Saude

VIDA BRASIL

Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi)

Mater Natura - Instituto de Estudos Ambientais

REBRAPD - Rede Brasileira de População e Desenvolvimento

GESTOS– Soropositividade, Comunicação e Gênero

FOAESP - Fórum das Ong Aids do Estado de São Paulo

Intersindical Central da Classe Trabalhadora

AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose

Coletivo Feminista Helen Keller de Mulheres com Deficiência

ICESPE - Instituto Nacional de Convalidação do Ensino Estrangeiro

Sind-CGT Sindicato Nacional dos Servidores Públicos Federais da Carreira de Gestão, Planejamento, Infraestrutura em Ciência e Tecnologia

Laboratório de Antropologias da Terra - Universidade de Brasília

Gambá - Grupo Ambientalista da Bahia

Instituto Alana

MNCP - Movimento Nacional das Cidadãs Posithivas

CLADEM Brasil - Comitê da América Latina e do Caribe para a Defesa dos Direitos Humanos das Mulheres

ITD - Instituto Trabalho Digno

NCST - Nova Central Sindical de Trabalhadores

CNTI - Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria

AMB - Articulação de Mulheres Brasileiras

REDEH - Rede de Desenvolvimento Humano

Uma Gota no Oceano

ISER - Instituto de Estudos da Religião

FENAPSI - Federação Nacional dos Psicólogos

SinPsi-SC - Sindicato dos Psicólogos de Santa Catarina

FNTSUAS - Fórum Nacional das/dos Trabalhadoras/res do SUAS

Ecoa – Ecologia e Ação.

Rede GTA -Grupo de Trabalho Amazônico

ARCA - Articulação Nacional das Carreiras pelo Desenvolvimento Sustentável

Visão Mundial

Coletivo por um Brasil Democrático (CPBD-LA), Los Angeles - EUA

#ResistBrasilBoston, Boston - EUA

Coletivo GRITO, Genebra - Suiça

Plataforma Geni, Lisboa - Portugal

Swiss Indigenous Network, Suiça

Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030

Instituto Pacs

Ação Educativa

Associação Brasileira de Estudos Sociais das Ciências e das Tecnologias (ESOCITE.BR)

IDDD - Instituto de Defesa do Direito de Defesa

ACT Promoção da Saúde

Comissão Pastoral da Terra

SINPAF - Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário - entidade que representa mais de 7,5 mil trabalhadores e trabalhadoras da Embrapa, Codevasf, Emepa, Pesagro, Emparn.

Associação Alternativa Terrazul

Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede PENSSAN)

Articulação para o Monitoramento dos Direitos Humanos no Brasil

PSB inclusão

ABJD - Associação Brasileira de Juristas pela Democracia

Movimento pela Saude dos Povos

Instituto Búzios

Instituto Soma Brasil

ITD - Instituto Trabalho Digno

Movimento Bancada Ativista

Movimento Baia Viva

Instituto Politica Viva

Marcha Mundial por Justiça Climática / Marcha Mundial do Clima

Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030

SINPAF - Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário

ABJD - Associação Brasileira de Juristas pela Democracia

MNCCD - Movimento Nacional Contra Corrupção e pela Democracia

Instituto Pólis





Fonte: Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC
 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top