Centrais lançam protocolo com recomendações mínimas para saúde e segurança dos trabalhadores das atividades essenciais

Data de publicação: 28 Abr 2020



As orientações visam proteger os profissionais das chamadas “atividades essenciais”, que não podem ser interrompidas durante a pandemia







As Centrais Sindicais apresentam mais um Protocolo de Recomendações e Condições Mínimas de Saúde e Segurança dos(as) Trabalhadores(as) – em consonância às normas e resoluções oficiais, nacionais e internacionais, em saúde pública –, agora direcionado àqueles(as) que trabalham em Atividades Essenciais expostos(as) ao novo coronavírus (COVID-19). É fundamental destacar que o trabalho sob essas condições tem provocado elevado número de adoecimento e morte de trabalhadores(as). A gravidade e o aumento de contaminações, acidentes, adoecimentos e mortes no ambiente de trabalho, piorados pelo COVID-19, têm seus traços mais severos sinalizados historicamente pela injustiça, desigualdade, exploração, degradação e precariedade laboral, que hoje são ainda mais agudos com o aprofundamento da crise sanitária.

Nesta semana marcada pelo Dia Internacional em Memória das Vítimas de Acidente de Trabalho (28/04) e o Dia 1º de Maio, Dia Internacional do Trabalhador, datas históricas de denúncias e de lutas contra os fatores geradores desse amplo espectro de violações às condições e aos direitos humanos fundamentais, apresentamos um rol de recomendações (básicas) direcionado a contribuir com ações ou práticas que precisam ser executadas e/ou exigidas pelo(a) trabalhador(a) de serem cumpridas no dia a dia de trabalho, pois visam sua segurança e saúde.

Face ao crescimento descontrolado do número de trabalhadores(as) contaminados e em quarentena, também disponibilizamos um conjunto de critérios de atendimento domiciliar para pacientes com suspeita de infecção pelo COVID-19, que apresentam sintomas leves e manejo de contatos.

Por fim, agradecemos às coordenações e membros do Fórum Sindical e Popular de Saúde e Segurança do Trabalhador e da Trabalhadora de Minas Gerais (FSPSSTT/MG) e da Frente Ampla em Defesa da Saúde dos Trabalhadores pelas valiosas contribuições na elaboração desse Protocolo.

Clique AQUI e acesse o documento original, com o conjunto de recomendações e condições mínimas de saúde e segurança para os profissionais das atividades essenciais.




Fonte: Centrais Sindicais


 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top