O Brasil de máscara: como o país se adapta à nova orientação do Ministério da Saúde

Data de publicação: 6 Abr 2020



Foi uma mudança na orientação, mas com uma ressalva: as máscaras cirúrgicas e N95, que estão em falta e o Brasil tem dificuldade de importar, devem ser destinadas apenas ao uso para o pessoal da Saúde.




O Brasil de máscara: como o país se adapta à nova orientação do Ministério da Saúde



Nesta semana, o isolamento ganhou uma nova camada. Seguindo uma orientação do ministério da Saúde, brasileiros começaram a usar máscaras de tecido, de pano, de TNT, do que estiver à mão... "Nós estamos falando de perdigoto, de gotícula. Quando você põe uma barreira, você já não elimina a gotícula", falou o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta no meio da semana.

Foi uma mudança na orientação, mas com uma ressalva: as máscaras cirúrgicas e N95, que estão em falta e o Brasil tem dificuldade de importar, devem ser destinadas apenas ao uso para o pessoal da Saúde. Na sexta, o governo americano também recomendou o uso da máscara como um fator a mais no combate ao vírus. Em boa parte do mundo, um movimento popular já antecipava a tendência. Para muitos, a inspiração veio de um vídeo feito na República Tcheca que dizia que o uso de máscaras estava ajudando a frear o contágio no país.

Assim que o ministério da Saúde deu a orientação, os colaboradores da Globo também passaram a usar máscaras - quando precisam sair de casa, onde estão trabalhando sempre que possível, ou para gravar, na redação ou na rua. Repórteres e apresentadores só tiram a máscara quando precisam falar com o público, para facilitar a comunicação. Mas todos continuam mantendo o distanciamento social - e todos os colegas ao redor continuam usando máscaras. Estas não são do tipo cirúrgica, das usadas por profissionais de saúde. Mas por que o mundo fora da ásia mudou de ideia sobre elas?


Confira na reportagem em vídeo:








Fonte: Fantástico -  Portal G1

 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top