Centrais Sindicais e Servidores protestam sexta (14) contra desmonte do INSS

Data de publicao: 13 Fev 2020



Entidades de Servidores e trabalhadores do setor privado voltam às ruas na sexta (14), a fim de cobrar melhorias e agilidade no atendimento do INSS. Será um ato contundente contra o sucateamento do órgão, que sofre desmanche pelo governo. Sexta (7), o ministro Paulo Guedes (Economia) atribuiu aos servidores o adjetivo de “parasitas” do Estado.




Dia 14 (sexta) - Serão realizados protestos em postos do órgão por todo o país



Houve reação generalizada. Em nota conjunta, Nova Central e CSPB - Confederação que representa os Servidores - repudiaram a fala do ministro, apontando que o fato “constitui uma estratégia do Governo Federal de manchar a imagem do funcionalismo público, com o propósito de lançar a opinião pública contra a categoria”. “O ministro busca, de todas as formas, desmontar o serviço público, pra sobrar mais dinheiro que é direcionado para a dívida do governo”, critica o presidente da CSPB, João Domingos dos Santos.

Na segunda-feira (10), Guedes disse ter se expressado “mal”. O dirigente dos servidores diz à Agência Sindical que a entidade não aceita o pedido de desculpas, “sem reparação dos danos” causados pelo ministro, “principalmente no que diz respeito ao assédio moral coletivo”.

Manchete de domingo (9), na Folha de S.Paulo, escancara a situação. “O INSS tem um funcionário pra 3.100 segurados na ativa. No Executivo federal, essa proporção é bem menor: um para 40 servidores”, mostra reportagem de Thiago Resende e Bernardo Caram. O jornal registra que cerca de 1,3 milhão dos pedidos de benefícios aguardava, em dezembro, a análise há mais de 45 dias, descumprindo o prazo legal para resposta.

Desmonte - Pedro Luís Totti, presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Seguro Social e da Previdência Social do Estado de SP, denuncia que a falta de concursos públicos - não ocorrem desde 2013 - gera sobrecarga nos trabalhadores do órgão. “Na verdade, o governo pretende acabar com a Previdência Social”, alerta.

Atos - Os atos de sexta (14), convocado por Centrais, Confederações, Federações e Sindicatos, ocorrem em postos do INSS de diversas cidades. Em São Paulo, a concentração será às 9 horas, no posto da rua Xavier de Toledo, Centro. De lá,  a manifestação segue para agência do INSS, no viaduto Santa Efigênia.

Brasília - A Frente Parlamentar Mista do Serviço Público realiza amanhã (12), a partir das 9 horas, ato pela valorização do serviço público, no Auditório Nereu Ramos, na Câmara.




Fonte: Agência Sindical

 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top