Programa Future-se e universalidade do SUS foram destaques em reunião ordinária do CNS

Data de publicação: 26 Ago 2019





Em um momento de defesa de investimentos públicos para políticas sociais no Brasil, a participação do setor privado nas áreas de saúde e educação foi tema de debate na reunião ordinária do Conselho Nacional de Saúde (CNS), dias 22 e 23 de agosto.
 
O representante da Nova Central Sindical de Trabalhadores - NCST no CNS, Aníbal Machado, participou das discussões e, em desabafo, gravou vídeo em defesa da ampliação dos investimentos em Saúde e Educação e a revogação da Emenda Constitucional 95.


Confira:
 


 



O Future-se, criado pelo Ministério da Educação (MEC) para alterar as formas de financiamento das universidades federais, foi discutido nesta sexta-feira (23/08).  Uma versão preliminar do programa sugere mudanças em 17 leis em vigor, entre elas a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB).
 
Para esta discussão, o CNS convidou Lago Montalvão, presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), e de Fernando Peregrino, que preside o Conselho Nacional das Fundações de Apoio às Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa Científica e Tecnológica (Confies).
 
A garantia da universalidade do Sistema Único de Saúde (SUS) foi debatida na quinta-feira (22/08), com a participação do vice-presidente do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes), Heleno Rodrigues Correa Filho, e do representante do Banco Mundial,  Edson Araújo.
 
Em abril, Araujo participou de audiência pública na Câmara dos Deputados para apresentar o relatório do Banco Mundial com propostas para reformar o SUS, alterando a atual estrutura de incentivos por meio de criação de concorrência entre provedores de serviços.
 
A reunião ordinária do CNS teve transmissão ao vivo. A pauta de discussões também incluiu um panorama sobre a esclerose múltipla no Brasil e debates sobre emendas parlamentares para a saúde, entre outros temas.

 


 
Fonte: Imprensa NCST com informações da Assessoria de Imprensa do CNS
 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top