BRICS sindical faz reunião na 108ª CIT, em Genebra

Data de publicação: 19 Jun 2019




por Clovis Renato Costa Farias



Os representantes do Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul se reuniram no Escritório da OIT, em Genebra, na manhã do dia 19 de junho, para tratar sobre as pautas enfrentadas pelo movimento sindical nos países, bem como sobre o aprofundamento da organização do Fórum BRICS sindical, em evento a ser realizado no Brasil, por volta de setembro de 2019.

Na ocasião, encontraram-se presentes as seis centrais sindicais reconhecidas pelo Governo Brasileiro (CSB, CUT, CTB, FS, NCST e UGT)

Conforme a página da entidade, a ideia de criar o Fórum Sindical BRICS recebeu apoio inequívoco no 2º Congresso da Confederação Sindical Internacional (CSI), em Vancouver em 2010, e evoluiu através de uma série de consultas realizadas durante as reuniões dos órgãos diretivos da CSI e da OIT.






Os diálogos culminaram com a assinatura da Declaração do Fórum Sindical BRICS durante a Conferência de Alto Nível sobre Trabalho Decente realizada em Moscou, em dezembro de 2012, sob os auspícios da OIT (Declaração I, Fórum Sindical BRICS, 11 de dezembro de 2012).






A criação de uma nova estrutura sindical global unindo as maiores federações nacionais nos países que ocupam 30% da superfície terrestre, abrigando 43% de sua população e produzindo cerca de um quarto do PIB mundial, "promoverá o diálogo e a cooperação entre os povos", com meta de conferir ao BRICS uma dimensão social sustentada pelo conceito de Trabalho Decente da OIT ", conforme afirmado na Declaração. Além disso, esse passo ajudaria a expandir os formatos já estabelecidos de cooperação dentro dos BRICS.






A inclusão de representantes dos trabalhadores no formato oficial dos BRICS proporcionaria uma oportunidade adicional para acelerar o desenvolvimento integral de nossos países e demonstrar em todo o mundo que este Fórum pode se tornar um verdadeiro contrapeso às forças que agora buscam ditar o curso do desenvolvimento mundial.

Os Fóruns dos Sindicatos do BRICS acontecem anualmente nos países e cidades onde e quando as cúpulas dos BRICS estão acontecendo. Delegados sindicais discutem os projetos de documentos do BRICS, inclusive os da natureza intergovernamental, e formulam sua posição sobre as questões mais importantes da agenda conjunta. As declarações adotadas nos fóruns são então entregues aos chefes de Estado dos BRICS para que a posição dos trabalhadores seja levada em conta.

A partir de 2016, os sindicatos participam das reuniões dos Ministros do Trabalho e Emprego do BRICS como parceiros sociais.

Além dos delegados sindicais oficiais, as sessões e reuniões dos Fóruns Sindicais BRICS são acompanhadas por ativistas sindicais locais, além de representantes convidados da CSI, da OIT e do governo do país anfitrião.

O trabalho de rotina entre as reuniões e os fóruns é realizado por coordenadores nacionais designados por cada um dos países do BRICS.

Site da entidade: https://tufbrics.org/en/


Entenda a 108ª CIT








Fonte: Blog Atividade
 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top