MS: Servidores pedem o afastamento do prefeito Aluizio São José

Data de publicação: 29 Maio 2019




Na noite de terça-feira (21), centenas de servidores públicos municipais de Coxim, participaram da sessão na Câmara Municipal de Vereadores, onde foram apresentados, discutidos e aprovados, dois projetos de Lei Complementar, encaminhado pelo prefeito Aluizio São José (PSB), que reajusta o salário dos funcionários do poder Executivo do município.

Os servidores públicos municipais de Coxim pedem o afastamento do prefeito Aluizio São José, com a apresentação de faixas com os dizeres: Afastamento do Prefeito Já! Cadê Meu Pagamento? Queremos Fiscalização Já!

A Câmara Municipal de Coxim é composta por 13 vereadores. Os dois projetos de Lei Complementar foram aprovados por maioria de votos – 11 a 1 – onde apenas o vereador Sinval Batista (PSDB) votou contra. O presidente da Casa Legislativa, vereador Vladimir Ferreira, não votou.






“O Piso Nacional do Magistério, a Lei Federal 11.738 de 16 de julho de 2008, NÃO é um favor de Vereador ou Prefeito, é LEI e deve ser cumprida, foram anos de lutas dos professores e trabalhadores em educação, em Coxim os Políticos tem dificuldade em cumprir Leis e Prazos. O Prefeito Aluizio e os Vereadores feriram a Lei do Piso, pois deveria ser retroativo a Janeiro, mesmo com parcelamentos do reajuste.  Para o Administrativo o Prefeito Não vem respeitando a muito tempo, não teve a capacidade de organizar financeiramente a prefeitura durante todo esse tempo no poder, uma coisa é certa, Afundaram o Município em dividas até as próximas gerações com muita incompetência e desrespeito, por isso o gestor municipal deve ser afastado imediatamente", disse o presidente Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Coxim - Sinsmc, Paulo Monteiro.


O reajuste salarial do funcionalismo público de Coxim foi aprovado com a seguinte redação:


– Projeto de Lei Complementar nº 01/2019, que reajusta em 4,17% (quatro vírgula dezessete por cento), a partir do mês de dezembro de 2019, para o pessoal administrativo.

– Projeto de Lei Complementar nº 02/2019, que reajusta em 4,17% (quatro vírgula dezessete por cento), os vencimentos dos professores N-I, retroativo ao mês de janeiro de 2019 e em 2,17% (dois vírgula dezessete por cento) os vencimentos do magistério municipal a partir do N-II, retroativo ao mês de janeiro de 2019, e a partir de outubro de 2019 em 2,00% (dois por cento) sem retroativo.

Antes de terminar a sessão, os servidores públicos municipais de Coxim deixaram o plenário, com gritos de greve, concentrando-se na frente da Câmara Municipal de Coxim.

Sem apresentar soluções para os atrasos de pagamentos, o Prefeito Aluzio de São José(PSB) ignorou as discussões técnicas com este Sindicato, não apresentou proposta dentro do prazo que por ele mesmo foi estipulado, e também não cumpriu os compromissos firmados para a suspensão da Greve em Outubro de 2018, Greve que iniciou justamente pelos constantes atrasos de pagamentos. No Compromisso colocou-se até o Mês de Fevereiro de 2019 para organizar minimamente os atrasos.

Desde janeiro deste ano o SINSMC vem tentando ajudar o Gestor na organização da folha, varias reuniões foram feitas com a finalidade de equalizar o problema, mas em nenhuma delas a prefeitura apresentou estudos ou planilhas referente a situação, com soluções mínimas. A Câmara Municipal Coxim tentou uma manobra de isolar o Sinsmc da negociação de reposição, praticamente finalizada por este sindicato. Manobra esta onde ficou bem claro que os governantes não estão preocupados com regularização da folha de pagamento e índice de folha, perante a Lei de responsabilidade fiscal.  Os vereadores que falaram na tribuna foram vaiados em protesto a Omissão.






Situação do servidor hoje 24 de maio de 2019


- Consignados do Banco da Caixa Economia Federal estão 4 meses Atrasados (QUATRO MESES ATRASADOS) Crime de Apropriação indébita. (a Câmara de Coxim tem conhecimento e não tomou as providencias legais, diante da gravidade dos fatos)

- Consignados do Banco Bradesco S/A estão 2 meses atrasados (DOIS MESES ATRASADOS) Crime de Apropriação Indébita (a Câmara de Coxim tem conhecimento e não tomou as providencias legais, diante da gravidade dos fatos)

- Consignados dos demais bancos; em atraso.(a Câmara de Coxim tem conhecimento e não tomou as providencias legais, diante da gravidade dos fatos)

- Plano de saúde CASSEMS, em atraso constante, dificultando a negociação da renovação do plano, os servidores correm o risco de perder o convenio pela irresponsabilidade!(a Câmara de Coxim tem conhecimento e não tomou as providencias legais, diante da gravidade dos fatos)

- IMCAS em atraso, a Prefeitura Municipal de coxim tem divida com o IMCAS de mais de UM MILHÃO de Reais (a Câmara de Coxim tem conhecimento e não tomou as providencias legais, diante da gravidade dos fatos)

- Até a presente data (24 de Maio) o Município não conseguiu concluir o pagamento da folha de ABRIL de 2019.

- IMPC – a Prefeitura Não paga a parte servidor desde fevereiro, Crime de Apropriação indébita (a Câmara de Coxim tem conhecimento e não tomou as providencias legais, diante da gravidade dos fatos)

“Se a justiça não bloquear as contas da prefeitura de coxim, de maneira nenhuma, teremos pagamento em dia, a Gestão Municipal perdeu a condição de administrar o município, Precisamos de uma intervenção judicial para amenizar os prejuízos a sociedade coxinense” disse um servidor municipal.

“O reajuste Não Paga os Juros que tenho que pagar ao banco devido a irresponsabilidade desse desgoverno, como diria o antigo vereador, uma administração lesmática” relatou uma servidora municipal.

Mediante ao descaso e a Omissão da Câmara Municipal de Coxim, o Sinsmc tem buscado solução na Justiça, através do Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul.

Sinsmc Lado a Lado com você Servidor!





Fonte: Diario X e Comunicação Sinsmc

 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top