A ascensão do fascismo no Brasil do Século 21

Data de publicação: 10 Nov 2015


“Na primeira noite, eles se aproximam   e roubam uma flor do nosso jardim. E não dizemos nada. Na segunda noite, já não se escondem, pisam as flores, matam nosso cão.  E não dizemos nada. Até que um dia, o mais frágil deles, entra sozinho em nossa casa, rouba-nos a luz, e, conhecendo nosso medo, arranca-nos a voz da garganta. ” Poema de Maiakowsky.

Ataques fascistas contra Sedes do PT, dirigentes e ministros do PT tem se tornado cada vez mais frequentes. No discurso dos atacantes, o mesmo viés moralista usado por Mussolini e Hitler para chegar ao poder: acusar os adversários da corrupção e das mazelas da sociedade, repetindo constantemente as mesmas falsas acusações até que “se transformem em verdades para o senso comum”.

E do outro lado, dos falsamente acusados e do Partido dos Trabalhadores, uma incompreensão do que de fato está acontecendo. Se os fascistas repetem o mesmo caminho moralista, do lado esquerdo também se repete a triste sensação de que estas ações do fascismo não representam perigo por parecerem idiotas. Mas é exatamente aí que mora o perigo.

O Lockout (greve de patrões) que se iniciou nesta segunda-feira é mais uma etapa das várias que os fascistas, com o apoio dos tucanos golpistas tem levado a efeito desde o fatídico junho de 2013, quando algumas forças de esquerda, iludidas, se renderam aos movimentos golpistas articulados pelas redes sociais através de sites e perfis financiados pelo grande capital nacional e internacional. Todos os ataques a dirigentes e ministros e todas as mobilizações golpistas tem ampla e repetida repercussão midiática.

Goebels esta presente: “uma mentira repetida mil vezes, vira verdade para o senso comum”. Para responder aos ataques fascistas, não basta a resposta individual de cada um dos atacados, como fez corretamente Patrus Ananias ontem em Belo Horizonte. É preciso que a esquerda retome para si a bandeira do verdadeiro combate a corrupção. E vá para as ruas com cada vez mais vigor. A palavra de ordem “Fora Cunha” expressa o combate a verdadeira corrupção, construído através do financiamento privado das campanhas e do toma lá, dá cá que há muito campeia no Congresso Nacional.

E é preciso ter clareza que não se trata do moralismo barato dos fascistas, que não se importam com a corrupção do Cunha mas enxergam a corrupção só no PT. Este mesmo fascismo que viceja cada vez mais nas ruas, foi chocado e é alimentado diuturnamente pela grande mídia. É este fascismo que faz aprovar no congresso nacional leis cada vez mais retrógradas.

O Fascismo está nas ruas. E precisa ser combatido com a força da lei. Para os fascistas não cola o tal “republicanismo” de certos dirigentes e governantes. Uma multa de R$ 1.900,00 não calará quem tem financiamento interno e externo para fazer o que está fazendo. Eles querem desestabilizar um dos países mais importantes dos BRICS. E dono de empresa que paralisa atividades essenciais por interesse próprio, não está fazendo “greve”. Está fazendo Lockout.

E Lockout  é crime. E crime é punido com cadeia. Tratar fascistas com desdém já está custando caro para a nação desde 2013. E o desdém tem alimentado a serpente (e sustentado a grande mídia que a protege) e permitido que ela se reproduza. Fascistas e nazistas golpistas são bandidos e assim devem ser tratados.

O fascismo e o nazismo foram banidos das terras que os geraram. Esta condescendência do Estado Brasileiro com estas aberrações, em continuando, vai levar o Brasil ao mesmo caminho do narrado pelo Poema de Maiakowsky.

Acorda PT. Acorda povo. Acorda Brasil!!! O fascismo não está mais só no portão. Eles já roubaram flores e estão pisoteando as demais do nosso jardim. Logo eles seguirão a narrativa do poema.

A não ser que sejam barrados. E isto não acontecerá com multas ou com “republicanismo”, mas sim com a força do povo nas ruas. E para isso tem que haver também sinais claros do governo de que entendeu quem de fato o defende. É preciso sinalizar com a retomada das pautas sociais para mitigar está estranha submissão temporária ao projeto do adversário eleitoral.

Luiz Müller
https://luizmullerpt.wordpress.com/2015/11/09/a-ascensao-do-fascismo-no-brasil-do-seculo-21/
 


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top