Por: Wagner Rodrigues, diretor nacional dos assuntos dos servidores públicos municipais da CSPB  " /> Por: Wagner Rodrigues, diretor nacional dos assuntos dos servidores públicos municipais da CSPB  ">

A luta dos trabalhadores públicos pelo estado social de direito

Data de publicação: 17 Maio 2013

A CSPB - Confederação dos Servidores Públicos do Brasil - realizou no mês de novembro de 2012, em Luziânia–GO, o maior Congresso de sua história, com a representatividade de mais de 40 federações e a presença de várias Centrais Sindicais – entre elas a participação da CTB - Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil.

Para defender os direitos e anseios dos servidores públicos e viabilizar a conquista de um modelo de desenvolvimento justo e progressista para o nosso país, a CSPB propõe, a luta pelo Estado Sociais de Direito, afinal, a luta dos servidores públicos brasileiros, mesmo registrando progressos, tem muito a evoluir e a conquistar.

A valorização e a melhoria das condições de trabalho dos servidores públicos, por exemplo, são tarefas primordiais. Tarefas que só podem ser alcançadas com a modernização e o aperfeiçoamento da legislação, obrigando os governantes deste país a discutir, em negociações coletivas, os direitos, reivindicações e condições de trabalho dos servidores.

A OIT - Organização Internacional do Trabalho, em 7 de junho de 1978, iniciou a proclamação da Convenção 151, que trata diretamente dos trabalhadores e trabalhadoras públicos. A Convenção 151 garante a proteção do direito de organização dos servidores públicos com o Estado, definindo o direito de negociação coletiva e o direito de greve no serviço público, seja no âmbito da administração direta, indireta e autarquias.

O Governo brasileiro, em 2010, ratificou a Convenção 151 por meio do decreto 206/10, numa conquista conjunta da CSPB, CTB e várias entidades e Centrais. Na oportunidade, o Brasil cumpria a tratado assinado em julho de 1978. Porém, apesar do advento do decreto, para que a ratificação entrasse em vigor haveria necessidade de regulamentar a referida Convenção.

Os trabalhadores, organizados na CSPB e na CTB, debateram e delinearam um projeto de lei que oportunizasse a organização sindical dos trabalhadores públicos, porém, a morosidade da regulamentação foi capital em relação ao tempo. Por tudo isso o governo brasileiro teve que assinar o novo decreto 7944/13 para ratificar a convenção 151. Essa ratificação foi fruto da 7º Marcha dos Trabalhadores realizada no último mês de março, em Brasília, onde mais de 50 mil trabalhadores estiveram presentes levando a agenda unitária de luta da classe trabalhadora ao Congresso Nacional.

Após essa nova ratificação, nós trabalhadores públicos precisamos nos organizar e avançar cada vez mais para garantir a regulamentação geral dessa convenção. Para que isso aconteça, a CSPB estará organizando um Congresso Nacional dos Servidores Públicos Municipal em meados do mês de agosto. Neste Congresso discutimos as diretrizes de organização e orientação classista, visando a regulamentação definitiva da convenção 151, para colocar o trabalhador público diretamente na organização sindical brasileira.

Realizar esse congresso nacional foi nossa obrigação política para atender às necessidades da classe dos trabalhadores públicos. Além dessa regulamentação, temos a oportunidade de apresentar nossa visão classista sobre os rumos políticos da organização do serviço publico.

Envolver a sociedade, os movimentos sociais e garantir a participação dos entes federados da CSPB será fundamental para ocupar mais esse espaço democrático em prol da luta pelo Estado Social de Direito do Trabalhador Público nesse país.


Wagner Rodrigues é Secretário Geral da CTB-SP, Diretor Nacional dos Assuntos dos Servidores Públicos Municipais da CSPB e Presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto-SP


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top