::: BLOG da Fisiotrauma Excellence :::

Do 1º de Maio emerge ampla articulação em defesa da vida e da democracia

4 Maio 2020



Com extensa participação dos segmentos sindicais, políticos, artísticos e sociais, o 1º de Maio Unificado, em formato “live”, consolida união nacional em prol da saúde, do emprego e do fortalecimento dos instrumentos democráticos de intervenção popular






A Nova Central Sindical de Trabalhadores – NCST participou, nesta sexta-feira (01/05), do evento nacional “1º de Maio Unificado” ( https://www.ncst.org.br/subpage.php?id=23122_30-04-2020_1-de-maio-virtual-sa-de-emprego-renda-30-artistas-e-frente-ampla-anti-bolsonaro#destaques ). Com ampla participação dos segmentos sindicais, políticos, artísticos e sociais, o evento, em formato “live”, consolida união nacional em prol da saúde, do emprego e do fortalecimento dos instrumentos democráticos de intervenção popular. Entre os convidados do evento, participaram adversários políticos e ex-presidentes, como Luiz Inácio Lula da Silva (PT); Fernando Henrique Cardoso (PSDB); Dilma Rousseff (PT); Fernando Haddad (PT) e o ex-candidato Ciro Gomes (PDT), união que evidencia a amplitude do movimento em defesa da vida e do Estado Democrático de Direito.

Com variada programação cultural; artistas, cantores, compositores e poetas - nacionais e internacionais - participaram do maior evento sindical, em escala e abrangência, já realizado no Brasil (saiba mais ( https://www.ncst.org.br/subpage.php?id=23133_04-05-2020_uni-o-por-democracia-sa-de-e-fora-bolsonaro-dominam-o-1-de-maio#acontece )). “O 1º de Maio Unificado foi histórico, reunindo as maiores entidades do país e do mundo. A ousadia dessa empreitada demonstrou-se um sucesso, com ampla repercussão na imprensa nacional e internacional, unindo diversos atores sociais em defesa da democracia, da saúde e do emprego; uma autêntica ‘contra-pandemia’ de união e solidariedade”, avaliou o presidente da NCST, José Calixto Ramos.


Assista a participação do presidente da NCST:






A diretora nacional de Mulheres da NCST, Sônia Maria Zerino, por sua vez, oportunizou o debate em torno dos impactos econômicos e sociais às mulheres trabalhadoras. “As mulheres representam 70% da força de trabalho entre os profissionais de saúde no mundo. Não bastasse o enorme desafio de encarar essa pandemia, estas profissionais enfrentam tripla jornada, dada características culturais que ainda lhes reservam a responsabilidade, quase que exclusiva, de cuidar da casa e dos filhos. Expostas, em maior medida, ao desemprego, à pobreza e à violência; as circunstâncias exigem que somemos esforços para garantir apoio financeiro, segurança e dignidade a essas mulheres, mães e guerreiras, que tanto colaboram para o bem-estar nacional”, reforçou a líder sindical.


Assista a participação da diretora nacional de Mulheres da NCST:







Assista a íntegra do evento:









Imprensa NCST

 
    Copyright © 2016 Fisiotrauma | Desenvolvimento: Techblu.com