::: BLOG da Fisiotrauma Excellence :::

MG: Presidente da Feserv participa de reunião nacional da CSPB

30 Abr 2020





O presidente da Federação dos Servidores Públicos Municipais de Minas Gerais - Feserv/MG, Hely Aires, participou da reunião virtual da CSPB (Confederação dos Servidores Públicos do Brasil). O presidente da entidade nacional, João Domingos dos Santos, abriu a reunião apresentando uma pauta unificada para discussão com foco no debate sobre as alternativas para o enfrentamento da crise sanitária, econômica, social e sindical. O presidente João Domingos enxerga oportunidades na conjuntura e instiga: "qual será o nosso legado?".

Com uma inovação também para as entidades sindicais, o sistema Zoon, que é uma ferramenta usada para este tipo de evento, foi a alternativa encontra para o debate e a participação de um grande numero de sindicalistas, presidentes de Federações, juristas e jornalistas. O evento teve total apoio da SON (Sindicatos Online).

Após amplo debate com mais de três horas de duração, com participações e intermediações positivas e necessárias para a reunião da CSPB, a videoconferência nacional resultou na formação de três equipes de trabalho para construir, juntos, uma unidade para as entidades e para os trabalhadores do setor público.

A coordenação da videoconferência ficou por conta do secretário-geral da CSPB, Lineu Neves Mazano, que soube conduzir o modelo de reunião que será a saída para muitas das entidades sindicais do nosso país. Prova disto é o 1º de Maio que acontece este ano com live, transmitido pela internet pelas principais centrais do país.

O presidente da Feserv/MG, Hely Aires, focou sua participação em três eixos que, em sua avaliação, teremos que estar atentos para o momento que assola o país. O primeiro deles é a corrupção que pode se alastrar de forma que a sociedade pagará um preço alto após pandemia, já que a fiscalização de aquisição de produtos e serviços serão feitas somente após o término desta situação. Além da população, os servidores pagarão caro com os desmandos que podem acontecer. Outro ponto é a saúde dos profissionais que estão na linha de frente do combate à pandemia. Hely Aires avalia que estes profissionais, aplaudidos agora, deverão ter muito cuidado com o equilíbrio psicológico. A gravidade das circunstâncias pode abalar o emocional destas categorias, problemas de saúde pode se agravar com consequências imprevisíveis para as famílias destes trabalhadores.

Na oportunidade o presidente da Feserv/MG finalizou sua participação falando da arrecadação dos municípios que podem servir de argumento para os governantes, mas principalmente os prefeitos, quererem impor algo que contraria a Constituição e as Leis Orgânicas Municipais, como a demissão de contratados, bem como o não pagamento de salários e do piso salarial dos professores, implementado em janeiro, mas que também pode ser um contrassenso dentro das justificativas apresentadas pelo município.

O presidente João Domingos finalizou reunião e se disse muito satisfeito com a participação e com os temas debatidos durante a videoconferência. “Matamos a saudade de rever alguns companheiros mesmo de forma virtual. Mostramos que estamos preparados para as mudanças e vamos acompanhar e fazer o melhor que a CSPB tem dentro dos seus quadros”, ponderou o presidente.



Fonte: Federação dos Servidores Públicos Municipais de Minas Gerais - Feserv/MG
 
    Copyright © 2016 Fisiotrauma | Desenvolvimento: Techblu.com