Data de publicação: 13 Jun 2019




A Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado da Paraíba – NCST/PB, a Central Única dos Trabalhadores da Paraíba – CUT/PB e dirigentes sindicais, participaram da 15ª Jornada sobre a Reforma da Previdência Social, promovida pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – Diesse. O evento foi realizado no auditório do Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Estado da Paraíba - Sinttel-PB - localizado na rua Rodrigues de Aquino, n°290, Centro, João Pessoa/PB - e teve como tema principal os Impactos da PEC-06/2019, que trata da chamada "reforma" da Previdência, na valiação dos líderes sindicais, o fim da aposentadoria de milhões de trabalhadores brasileiros

O tal projeto, de autoria do governo Jair Bolsonaro (PSL),  encontra-se em tramitação na Câmara Federal. Seu objetivo é promover o maior desmonte da Previdência Social e entregá-la ao capital financeiro, dos grandes bancos particulares. O Governo Federal, desconstitucionalizando e privatizando a Previdência Social, que hoje já está vinculada ao Ministério da Economia, não trata dos aspectos sociais, consideram-se apenas e ainda de maneira equivocada, aspectos econômicos em relação ao tema.

A Nova Central, em nome de suas entidades sindicais diz NÃO à "reforma" da Previdência, que prejudica tanto trabalhadores rurais como trabalhadores urbanos e, principalmente, as mulheres trabalhadoras, ao aumentar o tempo de contribuição e a idade para o recebimento do benefício.

"A plenária deliberou pela participação de todos os trabalhadores na Greve Geral convocada pelas Centrais para o dia 14 (sexta-feira)", afirmou Antonio Erivaldo Henrique, presidente da NCST-PB.




Fonte: Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado da Paraíba – NCST/PB