Data de publicação: 30 Maio 2019


Ponto importante, a garantia de segurança para os trabalhadores no exercício de suas atividades foi ressaltado em audiência



Os onze sindicatos que compõe o Movimento Unificado da Saúde em Alagoas estiveram, nesta segunda (27), em audiência na Sesau, com o secretário estadual de Saúde, Alexandre Ayres, para apresentar a pauta de reivindicação dos servidores estaduais. O documento discutido com o gestor possui 18 pontos de reivindicação dos profissionais.

Na oportunidade, Ayres comunicou a realização de processo seletivo para preencher vagas em aberto e a realização de concurso público para ocupar essas vagas definitivamente. O  anúncio ocorreu nesta segunda mais cedo pelo governador Renan Filho em transmissão pela internet. O governador disse que pretende realizar mais de um concurso público para suprir a demanda da abertura gradual das novas unidades em construção no Estado.

“E a gente quer fazer mais de um concurso, para substituir profissionais que já estejam na rede e para abrir os novos equipamentos”, antecipou Renan Filho. De acordo com o gestor, o processo deve acontecer no segundo semestre deste ano.

Entre os itens mais reivindicados dos servidores está a reposição salarial dos últimos cinco anos; o cumprimento da data base; o pagamento do adicional de insalubridade com base nos subsídios iniciais das categorias dos servidores; a garantia do adicional de insalubridade no grau máximo para todos os trabalhadores dos Serviços de Atendimento às Urgências e Emergências da rede; além realização de concurso e o fim dos contratos precários.

Outro ponto importante é a garantia de segurança para os trabalhadores no exercício de suas atividades nas unidades de saúde. “Um dos itens muito negligenciados, apesar dos inúmeros casos registrados no estado”, destaca o presidente Mário Jorge Filho.

O secretário pediu que a comissão procurasse a gerência de Recursos Humanos da secretaria para apresentar a proposta e analisar os impactos. O grupo volta a sentar com o gestor para avaliação no próximo dia 6 de junho. Ayres disse ainda que levará a pauta a Secretaria de Planejamento (Seplag).  




Fonte: Sindicato dos Auxiliares e Tecnicos de Enfermagem no Estado de Alagoas - Sateal