Data de publicação: 11 Fev 2019


Presidente da Nova Central, José Calixto Ramos, lamenta a morte prematura dos talentosos jovens no fatídico incêndio.





Companheiros e companheiras,

 
 
Ainda imbuído de forte comoção, consternado como pai, avô e bisavô; me senti obrigado a externar a minha mais sincera solidariedade à dor das famílias que, de maneira trágica e prematura, viram seus amados descendentes terem seus sonhos interrompidos de uma forma tão abrupta.
 
Impossível não se comover com os depoimentos emocionados daqueles que, hoje, recordam com saudade os bons momentos compartilhados, as risadas, as brincadeiras, as angustias e todo o conjunto de emoções que, inevitavelmente, compartilhamos com as pessoas amadas.
 
Com muitas décadas bem vividas, a experiência acumulada em vários anos de idas e vindas, de celebrações da vida e de comoção com a morte de tantos que já se foram; a reflexão sobre o sentido de nossa existência aflora, inevitavelmente, em momentos como este.
 
Quanto tempo desperdiçamos sem perceber? Quantas vezes deixamos escapar a oportunidade de estarmos mais próximos de queridos amigos e familiares? Quanto amor reprimido ou não manifestado diante de rotinas e preocupações superdimensionadas? Será que teremos a oportunidade de mais um abraço apertado, mais uma sincera declaração de amor a nossos pais, filhos (as),  netos (as), sobrinhos (as), amigos (as) e colegas de jornada? Aprender a não perder o implacável tempo é uma das grandes lições que a vida me ensinou. Portanto meus amigos, o presente é uma certeza, o passado é recordação, o futuro é, por mais que nos esforcemos, imprevisível!
 
Meus sentimentos aos que hoje sofrem a perda de seus entes queridos. Minhas reflexões a todos que, hoje, gozam de mais uma excelente oportunidade de compartilhar amor junto aos seus.
 
 


José Calixto Ramos
Presidente da NCST