Data de publicação: 17 Dez 2018




Caros companheiros,
        


Todas as pessoas de bem, que tiverem oportunidade de ler a notícia que segue, logo concluirão não tratar-se de um companheiro nosso, e sim de um instrumento que a serviço de alguém tenta por meios escusos denegrir a minha imagem e em consequência da CNTI e da NCST.



INICIA: “NOVA CENTRAL EM DECOMPOSIÇÃO POLÍTICA E MATERIAL”.

Omar (94 anos) saiu da presidência da CNTTT, deixou um saldo de 3,5 milhões.

Calixto desmontou as regionais da CNTI nos estados, demitiu todos os empregados, está vendendo móveis e veículos das regionais.

A CNTI nacional já demitiu  seus empregados. A Nova Central já desmontou suas sedes estaduais , demitiu seus funcionários da nacional . Vai vender a sede da central em Brasilia.

Calixto não tem uma linha política para passar para seus filiados, há muito desânimo e sensação de fim de feira.

A desfiliação virá em seguida.

A CSB tem que entrar em campo e disputar a Nova central , que tem forte representação no transporte e na indústria, como na ind. Têxtil , Ind. do vestuário, papel, alimentação e construção civil, onde a CSB é fraca.




A pessoa que escreveu o referido texto é tão pequena que não teve coragem de assinar a própria notícia que divulgou.

Esse sujeito anônimo cheira mal. O seu estado é de putrefação. Não merece respeito, não tem moral para me criticar e nem um pingo de ética.

Fala meia verdade, fazendo de conta desconhecer que todas as entidades sindicais estão vivendo dificuldades semelhantes, especialmente as Federações, Confederações e Centrais, com raríssimas exceções.

Esse tipo de atitude insensível, gera ódio, porém não desejo e não devo ir mais adiante para não me igualar a pequenez desse imbecil sem nome, que envergonha a respeitável imagem do Sindicalismo Brasileiro.
 
Brasília, 17 de dezembro de 2018.


 
José Calixto Ramos
Presidente da NCST e da CNTI