Data de publicação: 13 Dez 2018


Reeleito, o conselheiro Aníbal Machado é a voz da Nova Central Sindical de Trabalhadores no CNS





A Nova Central Sindical de Trabalhadores – NCST prestigiou, nesta quinta-feira (13/12), a cerimônia de posse dos novos membros titulares e suplentes do Conselho Nacional de Saúde (CNS), triênio 2018/2021. Eles representam os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), profissionais de saúde (incluindo a comunidade científica), prestadores de serviços e entidades empresariais com atividades na área de saúde. O conselheiro Aníbal Machado – representante da NCST no CNS – foi reeleito e continuará, pelos próximos três anos, fortalecendo o posicionamento da entidade em assuntos relacionados à saúde do trabalhador e da trabalhadora.


 



 
O CNS renovou o quadro de entidades e movimentos sociais na eleição realizada no dia 13 de novembro. Na ocasião, foram eleitas 104 entidades para compor o colegiado até 2021. O processo eleitoral ocorre a cada três anos, seguindo as regras regimentais.

O Conselho é uma instância colegiada, deliberativa e permanente do SUS, integrante da estrutura organizacional do Ministério da Saúde. Criado em 1937, sua missão é fiscalizar, acompanhar e monitorar as políticas públicas de saúde nas suas mais diferentes áreas, levando as demandas da população ao poder público, por isso é chamado de controle social na saúde. As atribuições atuais do CNS estão regulamentadas pela Lei n° 8.142/1990.

Dentre as principais atribuições, o CNS é responsável por realizar conferências e fóruns de participação social, além de aprovar o orçamento da saúde e acompanhar a sua execução, avaliando a cada quatro anos o Plano Nacional de Saúde. Tudo isso para garantir que o direito à saúde integral, gratuita e de qualidade, conforme estabelece a Constituição de 1988, seja efetivado a toda a população no Brasil.







Fonte: SUSconecta com adaptações da Imprensa/NCST