Data de publicação: 13 Jun 2018


O presidente da Federação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários dos Estados de Goiás e Tocantins (FETTRANSPORTE) Jaime Bueno Aguiar (Jaiminho), foi eleito quarta-feira (13/06) pela Chapa Única – Unidos para Resistir! - presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Terrestre (CNTTT), entidade sindical fundada em 08 de setembro 1952.
 
Com 65 anos de existência, a instituição é composta por 13 Federações filiadas, que representam 313 sindicatos, responsáveis pela representação de cinco milhões de trabalhadores (as) em transporte de cargas, passageiros e logística no país. Em substituição ao atual presidente Omar José Gomes, seu mandato iniciará dia 20 de julho e encerrará em 2023.
 
“Deixo o comando da Confederação de cabeça erguida. Foram mais de 40 anos de muitas lutas e dedicação em prol desta importante e indispensável categoria que move o progresso da Nação. Encaro o dia de hoje com um pouco de tristeza e ao mesmo tempo com muita alegria de encerrar meu ciclo com uma chapa de consenso que prosseguirá nossas ações”, disse Sr. Omar.
 
Ao discursar, Jaiminho agradeceu os votos de confiança e se diz otimista, confiante e preparado para enfrentar os grandes desafios. “O momento não é o melhor para o movimento sindical, mas estou convicto, que terei por parte da nova diretoria o respaldo necessário para que possamos, de forma democrática, com muita discussão e debate solucionar eventuais divergências no encaminhamento das lutas”, afirmou.
 
José Calixto Ramos, presidente Nacional da Nova Central prestigiou o acontecimento e refletiu sobre a importância da organização sindical dos trabalhadores (as), no combate as desigualdades sociais tão presente na vida dos brasileiros (as). Disse que para ser sindicalista é preciso gostar e ter compromisso.
 
“O momento é importante e festivo que coroa a hegemonia do seguimento do transporte. Costumo dizer que não se avalia as categorias pelo tamanho, e sim, pelas condições e atuação econômica. Este é um momento muito difícil da vida sindical. Fazer sindicalismo é quase um sacerdócio. Tem que gostar e ter amor, pois se não tiver esse sentimento não haverá dedicação. A Nova Central sempre estará à disposição da CNTTT”, disse Calixto Ramos.
 
De acordo com Manoel Farias Rodrigues, futuro Secretário Geral da CNTTT todos os encaminhamentos já feitos serão devidamente acompanhados e as novas demandas serão absorvidas. “Estaremos vigilantes aos projetos que tramitam no Congresso Nacional e empenhados para que nossas ações no STF sejam definidas. Nosso compromisso será pautado pela qualidade nos transportes e melhores condições de trabalho para a categoria”, relatou.