Centrais decidem: 22 de março haverá Mobilização e Luta contra a Reforma da Previdência

Data de publicação: 27 Fev 2019




por Nailton Francisco de Souza



Reunidas no Dieese em São Paulo na terça-feira (26/2), dirigentes da Nova Central, CUT, Força Sindical, CTB, UGT, CSB, intersindical Luta e Organização, CSP-Conlutas, Intersindical-Central da Classe Trabalhadora e CGTB decidiriam realizar, em 22 de março, um “Dia Nacional de Luta e Mobilização em Defesa da Previdência”. A data servirá como aquecimento rumo a uma “Greve Geral” em defesa das aposentadorias.

Na avaliação de Luiz Gonçalves (Luizinho) presidente Estaduala da Nova Central – SP a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 06/2019), entregue ao Congresso Nacional por Jair Bolsonaro (PSL), no dia 20 de fevereiro é mais prejudicial ao povo do que a encaminhada em 2017 pelo ex-presidente Michel Temer (MDB).

“Lamentável e terrível a proposta elaborada pelos iluminados deste governo. Além de dificultar o acesso ao direito de se aposentar, reduzirá o valor dos benefícios ao estabelecer a obrigatoriedade da idade mínima de 65 anos para os homens, 62 para as mulheres e aumenta o tempo de contribuição de 15 para 20 anos. E que quebra querem retirar da Constituição Federal de 1988 o sistema de Seguridade Social brasileiro”, denuncia Gonçalves. 

Em sua opinião, para derrotar a sede dos que querem emplacar o desmonte das aposentadorias no Brasil será preciso organizar trabalhadores (as) para aderirem às mobilizações e participarem do processo de pressão aos parlamentares em suas bases eleitorais, aeroportos, nas ruas, shoppings em todos os locais onde eles estiverem.

Luizinho diz que segundo pesquisa CNT/MDA divulgada na terça-feira (26/02), nem bem começo a governar, o presidente Bolsonaro tem só 38,9% de ótimo e bom, caracterizada a pior avaliação entre os presidentes em início de seus primeiros mandatos. “Com esta medíocre aprovação e se cair mais nas próximas pesquisas, este desgoverno ficará refém dos parlamentares e não conseguirá aprovar seus nefastos projetos”, avalia.



* Nailton Francisco "Porreta" é Diretor de Comunicação da Nova Central Sinidcal de Trabalhadores - NCST





Fonte: Portal O Veículo


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top