Presidente da NCST/SP denuncia que Bolsonaro transformará a Previdência em Terra Arrasada!

Data de publicação: 22 Fev 2019



Para um público de 10 mil pessoas que participaram da Assembleia Nacional das Centrais Sindicais realizada quarta-feira (20/2) na Praça da Sé em São Paulo, Luiz Gonçalves (Luizinho) presidente Estadual da Nova Central – SP denunciou se a Reforma da Previdência do governo Bolsonaro (PSL) for aprovada com o texto que foi entregue na Câmara dos Deputados, a Previdência Social Pública se transformará em pó.

A proposta entregue pelo presidente Bolsonaro ao Congresso, segundo Gonçalves retirará a obrigatoriedade do empregador pagar multa de 40% sobre o valor do FGTS ao trabalhador que for demitido e já estiver aposentado. “Hoje, mesmo o empregado que já sacou seu dinheiro do FGTS ao se aposentar tem direito a multa de 40% calculada sobre o total que a empresa depositou ao longo de seu contrato, acrescido de correções. Para o governo isso aí tem que acabar”.

Luizinho disse que a vitória eleitoral de forças políticas com visão ultraliberal na economia, ultraconservadora nos costumes e com viés autoritário na política, atuará para colocar o movimento sindical em um beco sem saída. “Para podermos enfrentar as avalanches de ataques aos direitos e preservamos a Constituição Federal de 1988, necessitaremos de muita unidade nas ações e nas lutas que virão”, antecipou.

Em sua opinião, passado a ressaca e a bordoada recebida nas urnas, à única saída para não deixar à Previdência virar “Terra Arrasada” é preparar e reerguer o “exército” de trabalhadores (as) para evitar mais violência, censura e terror.

“A conversa olho no olho nos locais de trabalho, nas praças, nos bairros, nos bares, nos sindicatos e nas residências, para conscientizar a população em geral de que o governo Bolsonaro, investirá pesado para apontar os Servidores Públicos como classe privilegiada e responsável pelo tal déficit, que eles insistem em propagandear para justificar as terríveis mudanças, será fundamental para obtermos uma vitória”, completou Luizinho.





Fonte: Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado de São Paulo - NCST/SP


A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top