Investidores apostam em proposta de reforma da Previdência ainda mais dura

Data de publicação: 11 Jan 2019


A equipe econômica do novo governo estuda proposta de reforma da Previdência que prevê uma regra de transição de 10 a 12 anos, período bem mais curto do que os 21 anos previstos na versão do ex-presidente Michel Temer.



O dólar sofreu um ajuste no pregão frente ao real


O dólar recuava ante o real nesta terça-feira, com os investidores aguardando o desfecho da reunião ministerial do governo Jair Bolsonaro com a expectativa de que alguma proposta de reforma da Previdência mais dura possa ser contemplada.

Às 10h00, o dólar recuava 0,42%, a R$ 3,7187 na venda, depois de terminar a sessão anterior em alta de 0,53%, a R$ 3,7343. Na mínima, a moeda marcou R$ 3,7147. O dólar futuro caía cerca de 0,6%.

— O mercado entrou o ano com um viés otimista com o Brasil… além disso, tem a notícia de que a reforma da Previdência tende a ser até mais agressiva do que a de Temer. Isso nos ajuda a descolar do exterior, mesmo marginalmente — disse o operador de câmbio da corretora H.Commcor Cleber Alessie Machado.


Casa Civil


Ele se referia à notícia trazida por um dos diários conservadores paulistanos de que a equipe econômica do novo governo estuda proposta de reforma da Previdência que prevê uma regra de transição de 10 a 12 anos, período bem mais curto do que os 21 anos previstos na versão do ex-presidente Michel Temer, o que representaria uma maior economia de gastos.

Mesmo que no encontro ministerial desta terça-feira nenhuma medida seja anunciada, o mercado espera, ao menos, que a equipe econômica se alinhe depois do mal-estar da última semana, quando o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro “se equivocou” ao dizer que havia assinado um aumento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

O episódio levou o ministro da Economia, Paulo Guedes, a tecer uma série de elogios ao presidente na véspera e defender a existência de coesão na equipe.


Venda futura


Os investidores também estavam atentos ao encontro entre representantes dos Estados Unidos e da China, na tentativa de costurar um acordo que dê fim à guerra comercial entre os dois países e ameaça uma desaceleração econômica global.

Nesta terça-feira, dados fracos da economia alemã fazem o euro cair ante o dólar. A moeda norte-americana subia ante a cesta de moedas e também ante algumas divisas de países emergentes, como o rublo e a lira turca.


Ibovespa


O Banco Central realiza nesta sessão leilão de até 13,4 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares para rolagem do vencimento de dezembro, no total de US$ 13,398 bilhões.

Na Bolsa de Valores, o Ibovespa perdia o fôlego nesta terça-feira, após uma abertura mais positiva, afetada por movimentos de realização de lucros, com os papéis da companhia aérea Gol passando a liderar as perdas do Ibovespa após subirem no começo do pregão.

Às 11h44, o principal índice de ações da B3 caía 0,27%, a 91.448,19 pontos. Mais cedo, no melhor momento, avançou 0,58%. O volume financeiro do pregão somava R$ 2,46 bilhões.




Fonte: Correio do Brasil

 

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top