MS: Vereador e dirigente da NCST/MS teme retaliações após denúncias de corrupção

Data de publicação: 27 Nov 2018

Líder sindical e vereador do município de Ladário-MS, Jonil Junior Gomes Barcellos denunciou crimes de associação criminosa, corrupção ativa e corrupção passiva no Legislativo e no Executivo da cidade.



Jonil Junior Gomes Barcellos é vereador do município de Ladário e dirigente sindical da NCST/MS


O vereador do município de Ladário e dirigente sindical da Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado do Mato Grosso do Sul – NCST/MS, Jonil Junior Gomes Barcellos, denunciou caso de corrupção ao Ministério Público. Jonil teme retaliação por parte dos vereadores, prefeito e secretários presos nesta segunda-feira (26), durante operação do Gaeco.

Segundo o vereador e líder sindical, ameaças ocorreram assim que os envolvidos tomaram conhecimento que ele, juntamente com os vereadores Fábio Peixoto de Araújo Gomes (PTB), atual presidente e Daniel Benzi (MDB), realizaram a denúncia.

"A denúncia de corrupção foi feita em março deste ano e cada um dos sete vereadores presos recebia R$ 3 mil para dar apoio a Carlos Anibal. Além disso, há denúncia de fraude em licitação no município", disse Jonil.

Juntamente com o presidente da Câmara de Ladário - Fábio Peixoto de Araújo Gomes (PTB), também informou que desde março, quando protocolou denúncia e passou a colaborar com a investigação do Ministério Público, ele e os vereadores Daniel Benzi (MDB) e Jonil Júnior Gomes Barcelos (PP) vinham recebendo do prefeito R$ 3 mil para não abrirem a boca sobre situações irregulares no município. Dinheiro pago aos outros vereadores, que compactuavam com o chefe o Executivo. “Ele não queria que o nosso serviço fosse feito”, conta. Cada vereador recebe salário em torno de R$ 6 mil.

Ainda nesta segunda, o presidente da Câmara vai dar posse para o vice-prefeito, Iranil Soares (PSDB) e mais sete suplentes.

Conforme o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), os políticos e secretários presos são investigados pela prática dos crimes de associação criminosa, corrupção ativa e corrupção passiva no Legislativo e no Executivo da cidade. Os mandados de prisão, suspensão do exercício de mandatos e de cargo público no município foram determinados pelo Desembargador Emerson Cafure, da Seção Especial Criminal do Tribunal de Justiça. 
 



Fonte: Correio da Manhã com adaptações da Imprensa NCST
 

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top