Simtratecor debate mobilidade urbana com candidatos a deputados

Data de publicao: 1 Out 2018



A diretoria do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transportes de Cargas de Osasco e Região (Simtratecor) discutiram na manhã de sexta-feira (28/09) na sede do sindicato, as problemáticas a ser enfrentada nos grandes centros urbanos referente mobilidade urbana, com Emídio Souza candidato a Deputado Estadual e Valmir Prascidelli candidato à reeleição para Deputado Federal, ambos pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

Reginaldo Nunes (Viola) presidente da entidade filiada à Nova Central Sindical de Trabalhadores no Estado de São Paulo (NCST/SP), disse que a morosidade na tramitação de projetos sobre questões relacionadas ao tema, e também sobre melhorias nas condições de trabalho dos que transportam as riquezas do País nas estradas e rodovias, têm provocado inúmeros acidentes e causado perdas irreparáveis e sequelas permanentes.

“Precisamos de parlamentares mais comprometidos com esta questão no Congresso Nacional e nas Assembleias Legislativas nos Estados. A falta de representantes dos trabalhadores (as) nestas casas, infelizmente, só contribui para que Leis prejudiciais aos nossos interesses sejam aprovadas em tempo recorde, como foi a da Reforma Trabalhista e da Terceirização Irrestrita. Só evitaremos os retrocessos se no dia 7 de outubro votarmos conscientes e em candidatos comprometidos com nossas demandas”, afirmou Viola.

O presidente da Nova Central – SP, Luiz Gonçalves (Luizinho) relatou que a ganância dos patrões do setor de transportes e do agronegócio, investiu pesado para aniquilar a Lei 12.619/2012 que trouxe algumas garantias e reconhecimento da profissão de motorista e aprovaram a 13.103/2015 que só beneficiou os empresários, precarizou mais ainda as condições de trabalho além de ter retirado direitos trabalhistas.

“Nosso futuro enquanto categoria e o futuro das próximas gerações dependerão da decisão que tomaremos nas próximas eleições. A disputa polarizou entre dois projetos extremamente distintos. Têm candidatos identificados até a medula, com todas as maldades feitas com a classe trabalhadora após o golpe que destituiu a presidente Dilma Rousseff da presidência. Temos a grande chance de derrota-los e fazer com que o povo volte a ser feliz de novo”, disse Luizinho.

Os candidatos se comprometeram com as propostas apresentadas e lembraram nos 14 anos de administrações petistas (Lula e Dilma) ocorreram grandes transformações que promoveu de norte a sul do país, mudanças significativas na vida de milhares de pessoas pelo Brasil. E que o compromisso deles é com este projeto inclusivo e respeitoso com as lutas sociais e valorização dos sindicatos laborais.




Fonte:  Nova Central Sindical de Trabalhadores no Estado de São Paulo - NCST/SP

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top