Representante da NCST participa da 4° Reunião da Câmara Técnica da CISTT/CNS

Data de publicação: 31 Ago 2018



por Valmir Ribeiro
 
 

O Coordenador Adjunto da Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalho (CIST) e representante da Nova Central Sindical de Trabalhadores – NCST nas discussões do Conselho Nacional de Saúde – CNS, Aníbal Machado, participou dos debates da 4° Reunião da Câmara Técnica da Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (CISTT/CNS). Na oportunidade foram analisadas as regiões que serão contempladas com a ampliação das unidades do Centro de Referência de Saúde do Trabalhador (CEREST) que compõe Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (RENAST), cujo objetivo visa disseminar ações de saúde do trabalhador, articuladas às demais redes do Sistema Único de Saúde - SUS.
 


 


Os integrantes da comissão se reúnem com objetivo de ampliar a promoção e proteção da saúde dos trabalhadores, assim como apresentar mecanismos para a recuperação e reabilitação da saúde dos trabalhadores submetidos aos riscos e agravos advindos das condições de trabalho. No entanto, com a implementação das políticas de austeridade conduzidas pelo governo, os desafios vão se acumulando.
 




 
“Nos últimos tempos, a maioria das iniciativas do Ministério da Saúde são prejudiciais aos trabalhadores; começando pela Emenda 95 que segue retirando valiosos recursos da saúde. Como exemplo dessa agenda de absurdos, o ministro queria ter um plano de saúde dentro do SUS. A carência de financiamento para o setor de saúde em nosso país é muito grande. Diante desse enorme desafio, buscamos atenção à saúde da parcela mais desamparada, como no caso dos trabalhadores rurais que, em qualquer canto desse país, enfrentam grandes dificuldades para conseguir um mínimo de atendimento, mesmo expondo-se a venenos e, via de regra, condições insalubres de trabalho. Vejo a disposição de alguns funcionários do Ministério da Saúde para fazer com que as coisas aconteçam. O mesmo não pode ser dito da gestão, que segue comprimindo os escassos recursos disponíveis”, denunciou o representante da NCST, Aníbal Machado.     
 
“Ocorreu uma mudança no modelo de financiamento do SUS. A alteração representa um novo desafio, sobretudo, diante da ameaça da Emenda Constitucional 95 e da transição política resultante das eleições deste ano. Temos no país cenário tanto pela manutenção deste congelamento de recursos, bem como pela revogação da emenda; na segunda opção encontraremos um ambiente mais favorável à implementação de muitos projetos que estamos desenvolvendo, uma vez que essa limitação orçamentária institucionalizada deixaria de existir. A Câmara Técnica, no entanto, segue a missão de apresentar soluções e estratégias conforme os recursos disponíveis. A Saúde tem que ser pública, universal e precisa respeitar os princípios da equidade e da participação social asseguradas no texto constitucional. Saúde é um dever do Estado e um direito de cada cidadão brasileiro. Nossa luta é para que as leis consagradas na carta magna sejam respeitadas e implementadas em todo território nacional”, reforçou.

Aníbal Machado acrescentou que disputa política está no radar dos colaboradores do CNS; e que é preciso estar atento aos discursos daqueles que só apresentam alternativas voltadas ao enxugamento dos recursos destinados à Saúde Pública. "Temos a oportunidade de escolher novos representantes. É importante aproveitar estas eleições para assegurar, nos espaços de poder, pessoas verdadeiramente comprometidas com o Sistema Único de Saúde. A universalidade das ações do SUS beneficia a todos, ricos e pobres, sobretudo em procedimentos cirúrgicos de alta complexidade, atendimento de emergência, saneamento, combate a endemias, entre outros. Importante preservar, valorizar e ampliar esse importante patrimônio nacional”, concluiu.
 
 


 
 
Imprensa NCST
 

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top