MG: Nova Central Minas realiza debate importante e sai na frente na luta em defesa da Classe Trabalhadora

Data de publicao: 12 Jul 2018



A Nova Central Minas saiu na frente e propôs um amplo debate referente o futuro do movimento sindical no Brasil. A reunião do Conselho Deliberativo ocorreu dias após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que julgou improcedente os pedidos que tratava como ato inconstitucional o fim da obrigatoriedade da contribuição sindical.

De acordo com informações do Ministério do Trabalho, o Brasil tinha, em 2017, 16,5 mil sindicatos, sendo 11,3 mil dos trabalhadores e 5,1 mil dos patrões. Em 2016, a contribuição sindical gerou montante de R$ 3,5 bilhões. A maior parte ficou com os sindicatos dos trabalhadores, que recebeu R$ 2,1 bilhões.

Relator da ação que questiona o fim da contribuição, Fachin considerou que o imposto faz parte de um tripé formado também pela unicidade e a representatividade obrigatória, para toda a categoria e não apenas para associados.

O supremo deu o seu veredito em 29 de junho, e três dias depois a diretoria da NCST/MG já discutia com os filiados caminhos para a sobrevivência e fortalecimento das entidades sindicais.

Foram três dias de debates que desmistificaram conceitos e gerou conclusões relevantes, como a necessidade do movimento sindical se reinventar. Algo importante não apenas no que se refere ao custeio, mas na forma de representar e praticar um sindicalismo verdadeiro.

As eleições partidárias também ocuparam espaço no evento. Ficou claro para todos que a despreocupação das entidades representativas em eleger candidatos sensíveis às causas trabalhistas, contribuiu diretamente para série de ataques sofridos pela classe trabalhadora.

Para o presidente da NCST/MG, Geraldo Gonçalves de Oliveira Filho, os debates foram ricos e trouxeram novas perspectivas para o futuro. “Tivemos palestrantes com experiência e vivência dentro de cenários importantes para todos nós. Tivemos um choque de realidade, trocamos conhecimento e agora vamos à luta para mudar essa situação”, conclui.





Fonte: Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado de Minas Gerais - NCST/MG

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top