Sessão Solene do dia do Trabalhador lembra momento de crise enfrentado pelo movimento sindical

Data de publicação: 29 Maio 2018



Relembrar o dia do Trabalhador (1º de maio), foi o objetivo da Sessão Solene realizada no Senado Federal nesta segunda-feira (28/05). "Estamos vivendo em um momento de crise sem precedentes. No entanto, precisamos comemorar pela vivacidade que ainda nos resta, e que nos permite continuar lutando e enfrentando todo e qualquer tipo de problema que nos chega.  Agora, em relação ao movimento sindical, é preciso formular uma nova engenharia de funcionamento, no sentido de superar o momento difícil em que estamos passando. E a partir daí, que possamos renascer com mais vigor e força", expõe José Calixto Ramos, presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores - NCST.

Ainda segundo Calixto, para superar esse momento "nefasto" que o sindicalismo vem passando, será preciso a unidade de forças em defesa da classe trabalhadora brasileira.






Para Moacyr Roberto, secretário-geral da Nova Central, falar em homenagem ao dia do trabalhador; é falar dos mais de 20 milhões de desempregados que sofrem em todo Brasil. “O que vamos comemorar? O desmonte da estrutura sindical? A precarização das relações de trabalho? Comemorar por um Ministério do Trabalho que nada nos representa e muito menos nos protege? Realmente só nos resta continuar lutando por nossos direitos. E desta forma, aproveitamos a ocasião para fazer uma solicitação à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa - CDH pela revogação da lei da terceirização (nº 13 429/2017) e da famigerada “contrareforma” ou “lei da modernidade” (Lei nº 13.467 2017)”, protestou Moacyr Roberto - NCST, representante também das Confederações ligadas aos trabalhadores.






Todos os convidados foram unânimes em suas colocações, enfatizando sempre por uma celebração que muito mais combina com luta do que com vitórias e comemorações, em função do cenário "massacrante" enfrentado pela classe trabalhadora de todo país. “O governo precarizou todas as relações de trabalho e relegou o sindicato ao esquecimento. Colocou-nos em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), ao tirar todas as condições de trabalho da estrutura sindical”, lembrou Calixto.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), o senador Jorge Viana (PT-AC), além do senador Paulo Paim (PT-RS) - que presidiu a sessão - fizeram suas intervenções sempre no sentido de trabalhar por medidas protetivas ao elo mais fraco da cadeia: o trabalhador. “Para o mês do trabalhador, como simbolismo da data comemorativa, queremos qualificar o diálogo diante desta crise de representatividade que passa o Brasil, além de homenagear aqueles que fortalecem e dignificam nossa nação: o trabalhador brasileiro. Esse é o nosso objetivo. Desejamos que a sociedade brasileira, acima de tudo, compreenda a importância da criação do Estatuto do Trabalho”, encerrou Paim.






Ao final da Sessão Solene, José Calixto, presidente da NCST, juntamente com o seu secretári-geral, Moacyr Roberto, protocolaram na CDH documento alusivo à revogação da Lei 13 429/2017, que trata da terceirização; e da Lei nº 13.467 2017, da “reforma trabalhista”. O documento foi recebido pelo senador Paulo Paim, que se comprometeu a dar andamento a solicitação feita pelas entidades alí representadas.


Veja, abaixo, o vídeo da entrega do documento:









Imprensa NCST
 
 

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top