SP: USTL se reúne com o presidente da Câmara sobre abertura do comércio

Data de publicação: 12 Abr 2018


A USTL (União Sindical dos Trabalhadores de Limeira) se reuniu, nesta quarta-feira (11), com o presidente da Câmara de Limeira, José Roberto Bernardes, o Zé da Mix (PSD), para debater o projeto do vereador Wagner Barbosa, que trata da abertura do comércio, de segunda a sábado (6h às 22h) e aos domingos (8h às 12h) - com possibilidade de abertura 24h. A proposta está pronta para entrar na pauta de votações, e a Comissão da Casa que estuda o tema não quer debater com os sindicalistas, contrários à forma atual do projeto.

“Temos um ofício de novembro, expondo o parecer das entidades e pedindo uma reunião com os vereadores para sugerir adaptações, sendo que até agora não fomos atendidos. Por isto, buscamos a intervenção da Presidência”, apontou o presidente da USTL, Artur Bueno Júnior. Ele estava acompanhado de representantes do Sinecol (Sindicato dos Comerciários de Limeira e Região) e do Sindicato dos Vigilantes de Limeira e Região.




Ao grupo, Zé da Mix revelou-se espantado com a atitude da comissão e do próprio Wagner Barbosa, que a preside. “Não entendo por que impedir deste debate”, declarou. Ele se comprometeu a intermediar a comunicação com o grupo.

A USTL levou ao presidente da Câmara um projeto semelhante, aprovado na cidade de Cruzeiro-SP. Lá, a proposta incluía a negociação de um acordo específico para a ampliação da jornada, entre empresas e o sindicato de trabalhadores. Zé da Mix cogitou que tal mudança possa ser aprovada por uma emenda ao projeto de Wagner, mas insistiu na ativação da comunicação entre a USTL e o autor da proposta em Limeira.


CRÍTICAS


Com inconstitucionalidade apontada pelo jurídico da Câmara, a proposta de Wagner eliminou todos os setores da abrangência da lei – menos o comércio. As regras permitem a abertura das lojas, de segunda a sábado das 6h às 22h, e aos domingos, das 8h às 12h (com possibilidade de abertura 24h), obrigando a obediência à Convenção Coletiva da categoria – que não possui dispositivo específico para o caso. Para os sindicatos, a alteração do contrato de trabalho dos empregados precisa ser negociada com as entidades representativas da categoria.

“Esta é a nossa principal crítica. Além disso, a lei do Wagner Barbosa exime o Poder Público de suas tarefas para o bem estar dos trabalhadores, como a ampliação da segurança no horário noturno, o oferecimento de vagas em creches no período da noite e o transporte coletivo adequado”, finalizou Júnior.





Fonte: Sindicato dos Comerciários de Limeira e Região - Stial 
 

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top