Senador Paim apresentará substitutivo ao PLS 271/2008

Data de publicação: 21 Fev 2018

Representantes da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Terrestre (CNTTT), da Federação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviário no Estado de São Paulo (FTTRESP) e Nova Central, estiveram terça-feira (21/02) em Brasília, reunidos com o senador Paulo Paim (PT/RS) para discutir a retomada de aprovação do Estatuto do Motorista.
 
O senador se comprometeu em construir um grande acordo para aprovação do Projeto de Lei do Senado (PLS 271/2008), via um substitutivo atualizado que possa contemplar artigos das Leis 12.619/2012 e 13.103/2015. Paim esclareceu que o projeto atualmente está na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) sob a relatoria do senador Antônio Carlos Valadares (PSB/SE).
 
Reiterou que considera um "desafio" buscar ouvir todos os setores envolvidos no tema. Disse que a categoria é "extremamente injustiçada" e percebida com "certo descaso" por parcelas da sociedade. Ele considera isso um grande paradoxo, uma vez que, como ressaltou, "sem esses profissionais a economia não funciona".  Observou que, especialmente os caminhoneiros, são obrigados há décadas a conviver com um cotidiano de baixos salários e péssimas condições de trabalho.
 
Luís Festino, da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Terrestres (CNTTT), lembrou que a frota de caminhões e outros veículos utilizados no transporte de cargas chega a 12 milhões de unidades. Ele lamentou o fato de que legislações aprovadas nos últimos anos pelo Congresso Nacional tenham "piorado" a situação dos caminhoneiros. Citou como exemplo a questão da aposentadoria especial, reivindicada pela categoria.
 
Geraldo Meireles (Geraldinho) secretário de Finanças da CNTTT reforçou que o objetivo em aprovar o Estatuto é de “regular a atuação dos motoristas profissionais empregados ou autônomos no mercado de trabalho”. Lembrou que o projeto de autoria do Paim estabelece jornada diária de trabalho de seis horas, no máximo, com período de descanso, recebimento de horas extras e concessão de aposentadoria especial após 25 anos de serviço.
 
“Com um total de 14 artigos, o projeto enumera direitos e deveres dos motoristas profissionais, tais como não responder, junto ao empregador, por qualquer prejuízo patrimonial decorrente da ação criminosa de terceiros; respeitar a legislação de trânsito; e zelar pela segurança do passageiro. Apoiaremos e acompanharemos a tramitação desta matéria que garantirá mais dignidade aos nossos profissionais”, disse Geraldinho.
 

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top