SP: Sindicatos de Limeira protestarão contra Reforma em frente ao INSS

Data de publicação: 16 Fev 2018


Sindicatos de trabalhadores de Limeira farão, nesta segunda-feira (19), uma concentração na frente da agência do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) contra a Reforma da Previdência. As entidades também convocam pessoas que receberam alta do órgão, mas estão sem condições de voltar ao trabalho.

“Chamamos aqueles atingidos pelo recente pente-fino, que promoveu perícias em massa, com objetivo único de cessar o benefício, apenas para economizar recursos”, apontou o presidente da USTL (União Sindical dos Trabalhadores de Limeira), Artur Bueno Júnior. Na sexta-feira passada (9), uma reunião realizada na sede do Stial (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Limeira e Região) definiu os detalhes do ato.




O protesto terá início às 7h. “Não somos contra reformar a Previdência, e reconhecemos que o envelhecimento da população exige medidas. Mas uma lista de grandes empresas deve quase meio trilhão de reais ao INSS, e as isenções anuais para os empresários representam 40% do déficit. Só o trabalhador pagará a conta?”, argumentou Júnior.

Para o grupo, a idade mínima estabelecida pela reforma pune empregados de setores de trabalho pesado, e de forma geral os brasileiros que começam a trabalhar muito cedo. A crítica também recai para a falta de intervenção na aposentadoria dos políticos, juízes e militares.


PARTICIPANTES


Além dos sindicatos ligados à USTL (Alimentação, Rodoviários, Construção Civil, Vigilantes, Empregados de Escritórios, Comerciários, Bares, Joias, Condomínios, Vestuário, Guardas Civis Municipais e Papelão), participarão do protesto o Sindicato dos Bancários de Limeira, Sindttrul (Sindicato dos Motoristas e Cobradores do Transporte Coletivo de Limeira), Sindsel (Sindicato dos Servidores Municipais de Limeira), Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de São Paulo), Sindicato dos Metalúrgicos de Limeira e Afuse (Sindicato dos Funcionários e Servidores da Educação).

Três federações (Construção Civil, Papelão e Vestuário), e a CNTA (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Alimentação) também confirmaram participação. A Atapil (Associação dos Aposentados e Pensionistas de Limeira) deve marcar presença, em solidariedade, já que seus associados não serão afetados pela reforma.





Fonte: Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Limeira e Região - Stial, entidade filida à Nova Central Sindical de Trabalhadores - NCST
 
 

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top