Sessão Solene de Abertura do 24º Congresso da CSPB contou com participação de várias autoridades

Data de publicação: 1 Dez 2017


Em sessão solene durante o 24º Congresso Nacional da CSPB “Hélio de Mello”, nesta quarta-feira (29), empossa oficialmente os membros eleitos para a nova Diretoria Nacional (Diretoria Executiva, Secretarias e Conselho Fiscal) , 2017/2022 da CSPB. O evento contou com a presença de autoridades, e representantes de entidades filiadas. A cerimônia realizada no Hotel Nacional, em Brasília, foi marcada por homenagens. O Presidente da Clate, Julio Fuentes, homenagou o presidente da CSPB, em nome da entidade internacional que João Domingos é vice-presidente.

O evento teve início com um vídeo emocionante, produzido pela Secom/CSPB, que mostrou toda a trajetória de lutas da CSPB. “Nosso maior desafio é ter uma entidade que coloque o movimento sindical no seu devido lugar, que se disponha a construir o Estado Social e Democrático de Direito e a não viver mais a reboque das decisões governamentais. O desafio está posto!”, destacou o presidente da CSPB, João Domingos Gomes dos Santos, reeleito para esta gestão.

O presidente Nova Central Sindical de Trabalhadores, José Calixto Ramos, comentou sobre a “reforma” trabalhista e a previdenciária: “Com o retrocesso que o atual governo está causando para nossa classe, ele quer apagar a história de anos de lutas.Vamos prosseguir mesmo. Entendo que temos mostrar nossa força, hoje neste evento estamos mostrando a nossa ação por local de trabalho, com os Sindicatos liderando a resistência a fim de dificultar a aplicação da lei e preservar direitos e conquistas de acordos ou Convenções Coletivas”.

O deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP), também homenageou a confederação: “Parabéns,  presidente João Domingos pela garra e luta pela causa sindical. A CSPB é uma entidade que nunca deixou o funcionário público sozinho apesar de todas as dificuldades que vem passando”, ressaltou Lucena. Na oportunidade, o parlamentar informou que o Projeto de Lei (PL 7946/17), de sua autoria,  foi aprovado na Ctasp. O projeto cassa por 10 anos o CNPJ de empresas que utilizem de trabalho escravo.  

A representante das mulheres sindicalistas da CSPB, Terezinha de Castro, fez uma rápida participação mas de grande importância. Ela  reforçou a importância da participação da mulher no movimento sindical: “Não podemos deixar de salientar que a mulher ainda é apontada como a principal responsável pelos cuidados com os filhos e afazeres domésticos, porém mesmo com a jornada dupla as mulheres vêm participando mais ativamente para a construção de uma sociedade mais justa e equilibrada, e isso reflete na mudança e compreensão do homem sobre a postura frente ao papel da mulher no âmbito profissional e familiar”.

O senador Hélio José criticou a reforma da previdência e  pediu apoio da força dos funcionários públicos do Brasil e das centrais sindicais, para barrarem o projeto da reforma da previdência. Ele destacou: ”Os servidores têm sido alvo de ataques do Poder Executivo e da mídia”. Hélio José criticou os gastos do governo para fazer propaganda da reforma, que tramita na Câmara. Para ele, os milhões de reais de recursos públicos poderiam ser direcionados a propagandas educativas, mas que têm sido usado para alimentar um clima de desconfiança e de ódio da população contra os servidores públicos.

Continuando as participações no congresso o presidente da CSPB,  chamou para a mesa o senador Antônio Anastasia e frisou a importância dele para aprovação do o PL 3831/2015  e que abre outro patamar de diálogo entre os servidores e a administração pública. “Esperamos que daqui pra frente projetos que digam respeito aos servidores e ao serviço público sejam levados à mesa de negociação para que possamos opinar, discutir e aprofundar o debate com o governo antes mesmo de que essas propostas sejam encaminhadas ao Congresso”, aponta. No final o senador recebeu das mãos do presidente da CSPB, a  comenda “Machado de Assis”, a sua maior condecoração da confederação em reconhecimento pelo relevante trabalho parlamentar executado pelo senador, especialmente pela autoria do PLS 397/2015 que institui a negociação coletiva no setor público.

Finalizando a primeira noite do 24º Congresso da CSPB, Paulo Paim ressaltou a trajetória da CSPB na luta pelos direitos dos servidores públicos do Brasil e reafirmou seu compromisso com a CSPB e com  toda a classe trabalhadora. Paim denunciou, ainda, a atrocidade em tentarem aprovar a Reforma da Previdência e os ataques golpistas aos trabalhadores com a Reforma Trabalhista e a portaria que escancara as portas para o trabalho escravo. Para Paim, o nível é tão baixo que até mesmo os idealizadores da Reforma começaram a recuar. “Escreveram tanta bobagem que começaram a voltar atrás e a falar em flexibilização. Eu não quero flexibilização, eu quero é que não passe, e se continuarmos mobilizados e deixarmos bem claro para cada deputado e senador que quem votar nessa maldita reforma da previdência nunca mais vai se eleger para cargo nenhum, podemos parar essa nova tentativa de golpe contra os trabalhadores”, afirmou.

Após a exibição de vídeos produzidos pela CSPB e pela Anfip, que denunciam a tentativa do Governo em mascarar as mazelas da Reforma da Previdência, além das “falsas informações”de que “os servidores públicos têm privilégios”. O presidente da CSPB encerrou a noite e agradeceu a participação de todos na Sessão Solene e reforçou que a luta continua e que conta com a força de todas as delegações. “A Confederação dos Servidores Públicos do Brasil tem a grande oportunidade de ser a protagonista de mais uma transformação dessa realidade realidade que tenta nos enfraquecer”, concluiu João Domingos.

Acesse o discurso de Posse do presidente da CSPB na íntegra:

http://www.cspb.org.br/fullnews.php?id=19921_discurso-de-posse-do-presidente-da-cspb-jo-o-domingos-gomes-durante-o-24-congresso-nacional.html




Fonte: SECOM / CSPB

 

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top