NOTA DE ESCLARECIMENTO DA NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES

Data de publicao: 5 Jun 2017

A Nova Central Sindical de Trabalhadores – NCST, mais uma vez, foi surpreendida pela publicação de nota veiculada na última quarta-feira (31/05), no blog "Radar On-Line", do portal da Veja, intitulada "Temer vai criar um novo imposto sindical", afirmando que, “em reunião no Planalto, o presidente Michel Temer chegou a um acordo com as centrais sindicais. No encontro ficou acertado que o imposto sindical atual deixa de existir com a reforma trabalhista, mas que o governo se compromete a soltar uma MP criando um novo imposto sindical, de livre negociação, uma semana após a medida”.

A Nova Central reafirma que jamais participou de qualquer reunião no Palácio do Planalto ou em qualquer outro lugar que tivesse por objetivo subtrair direitos dos trabalhadores. Destacamos ainda que nenhum dos representantes oficiais da Nova Central foi procurado para repercutir tais afirmações que, reiteramos, são equivocadas. Desde que foram apresentadas as pretensas reformas Trabalhista e Previdenciária, a Nova Central colocou-se frontalmente contrária às mesmas da forma que foram apresentadas, por considerá-las medidas voltadas somente para suprimir os já combalidos direitos trabalhistas.
Por nenhum direito a menos!
 
Brasília (DF), 05 de junho de 2017.
 
JOSÉ CALIXTO RAMOS
Presidente – NCST

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias postadas em nosso portal. Cadastre-se e confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top