Mais um dia pra ficar marcado na história do Brasil!

Data de publicação: 10 Maio 2017

No Brasil temos muitas datas históricas. O dia do Descobrimento, 22 de abril; Dia de Tiradentes, 21 de abril; Dia da Independência, 7 de setembro; e, o Dia da Proclamação da República, 15 de novembro. Nesses dias, séculos atrás, aconteceram eventos importantes. Históricos.

Pensando nisto, me pergunto: como será batizado este 10 de maio de 2017, dia em que o ex-presidente Lula será interrogado pelo juiz Sérgio Moro? E não é só este fato de relevância histórica que acontece neste dia frio de outono. No Congresso Nacional, segue a articulação do governo pela aprovação da “Reforma da Previdência e Trabalhista”.

Se o ex-presidente Lula é culpado ou não, não sei. O que sei é que ele foi o presidente que, desde Getúlio Vargas, olhou de verdade para a maioria da população brasileira, a classe trabalhadora, e governou em benefício dela, tomou medidas como:

A revogação da PEC 369 que tratava da Pejotização dos trabalhadores e o negociado sobre o legislado; criou o Minha Casa, Minha Vida; Construiu a transposição do rio São Francisco; Valorizou e fortaleceu o movimento sindical com o reconhecimento das Centrais Sindicais; Estabeleceu a política de valorização do Salário Mínimo; Corrigiu as aposentadorias; Regulamentou a Profissão dos Trabalhadores Rodoviários e das Domésticas; Criou o maior programa de distribuição de renda do mundo, o Bolsa Família; Criou a Lei da Transparência; Construiu o maior número de Universidades na história do Brasil; Melhorou a Educação e não permitiu a redução dos direitos dos trabalhadores.

Tudo isso incomodou os poderosos. Por isso, Lula é perseguido incansavelmente. País dos mais injustos do planeta, o Brasil tudo faz neste momento pra voltar ao tempo de exclusão da maioria da população brasileira na partilha da riqueza gerada no país.

Enquanto isto tudo acontece, seguimos fazendo o que nos cabe, ou seja, pulando da cama antes do Sol nascer e lutando, todos os dias, em defesa da classe trabalhadora.

Por: Denilson Pestana da Costa, presidente da Nova Central-PR
 

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias postadas em nosso portal. Cadastre-se e confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top