|| ACONTECE ||
Data de publicação: 4 Maio 2012
Centrais Sindicais discutem modificações na poupança em reunião com Dilma Rousseff

Foto: Roberto Stuckert/PR


Nesta quinta-feira (03/05) a presidenta Dilma Rousseff concedeu audiência com os representantes das centrais sindicais, em Brasília. No início da reunião foi questionado se já havia alguma decisão do governo sobre a proposta de isenção do imposto de renda na PLR e também sobre o fim do Fator Previdenciário.

Na ocasião as Centrais Sindicais aprovaram nova regra do governo para a poupança onde o governo vai atrelar a remuneração da poupança à taxa básica de juros, a Selic. A mudança na remuneração da poupança, que será editada por medida provisória e deve entrar em vigor nesta sexta-feira (04/05), permitirá que o governo continue a baixar os juros sem que os grandes investidores se sintam estimulados a migrar para a poupança e deixem de comprar títulos públicos.

José Calixto Ramos, presidente da Nova Central participou da reunião sempre na intenção de incluir na pauta da reunião, assuntos de extremo interesse da classe trabalhadora, no entanto Dilma Rousseff, ressaltou que a pauta da reunião seria a mudança nas cadernetas de poupança, pedindo o apoio do movimento sindical à medida, argumentando sobre a importância do assunto, devido ao momento que o Brasil estaria vivendo.

Além do presidente da Nova Central, José Calixto; o Secretário-Geral da NCST, Moacyr Roberto Tesch participou da reunião, concentrando esforços, juntamente com os representantes das demais centrais sindicais, para incluir os interesses dos trabalhadores na pauta.

Após a cobrança dos representantes das centrais sindicais, a presidenta Dilma determinou que os ministros Gilberto Carvalho e Brizola Neto, da Secretaria Geral da Presidência da República, e do Ministério do Trabalho e Emprego, respectivamente, conversassem com os sindicalistas sobre a pauta dos trabalhadores.

A reunião com os Ministros para discutir a pauta dos trabalhadores, contendo os itens como isenção do IR na PLR, fim do fator previdenciário e  jornada de 40 horas sem redução de salários, entre outros assuntos, ficou agendada para a próxima semana (16/05) às 10h30, em Brasília.


Foto: Roberto Stuckert/PR

IMPRIMIR VOLTAR


SAF-Sul Quadra 02 Bloco "D" Térreo - Sala 102 / Ed. Via Esplanada  CEP: 70070-600 - Brasília-DF

Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

  Copyright 2005-2012 NCST - Nova Central Sindical de Trabalhadores
Desenvolvimento: MVMWeb.com